Vladimir Souza Carvalho

[email protected]

 

(1) QUANDO AS CABRAS DÃO LEITE, contos, 1971, Gráfica João XXIII, Aracaju, 42 ps.; 2ª. edição:  2001, Gráfica J. Andrade, Aracaju, 59 pp.

(2) SINAL VERDE TRANSITO VERMELHO, versos, 1972, Gráfica João XXIII, Aracaju, 49 pp.

(3) SANTAS ALMAS DE ITABAIANA GRANDE, história, 1973, Diário Oficial, Aracaju, 170 pp.

(4) O CAXANGÁ NA POLÍTICA DE ITABAIANA, folclore, 1976, Caderno de Folclore Sergipano, Secretaria da Educação e Cultura, Aracaju, 43 pp., duas edições.

(5) DA JUSTIÇA FEDERAL E SUA COMPETÊNCIA, direito, 1980, Revista dos Tribunais, São Paulo,  182 pp.

(6) COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA FEDERAL, direito, 1990, Juruá Editora, Curitiba, 286 pp; 2ª edição: 1995, 259 pp.; 3ª edição, 1998, 472 pp; 4ª edição, 2000, 445 pp; 5ª edição, 2003,  540 pp.; 6a. edição, 2005, 527 pp; 7a. edição, 2006; 8ª. Edição, 2010.

(7) MANUAL DE JUDICATURA APLICADA (coletânea de primeiras sentenças cíveis e criminais), direito, 1993, Nova Alvorada Edições Ltda., Belo Horizonte,  231 pp.

(8) MULUNGU DESFOLHADO, contos, 1995, Juruá Editora, Curitiba,  142 pp.

(9) APELIDOS EM ITABAIANA, folclore, 1995, Juruá Editora, Curitiba, 95 pp.

(10) ADIVINHAS SERGIPANAS, folclore, 1999, Juruá Editora, Curitiba, 107 pp.

(11) A REPÚBLICA VELHA EM ITABAIANA, história, 2000, Fundação Oviedo Teixeira, Markgraph, Rio de Janeiro, 718 pp; 2ª edição, idem.

(12) ÁGUA DE CABAÇA,contos,2003,Juruá Editora,Curitiba,152 pp.

(13) VILA DE SANTO ANTONIO DE ITABAIANA, história, 2009, Aracaju, Gráfica J. Andrade, 287 pp.

(14) FEIJÃO DE CEGO, contos, 2009,Curitiba,Juruá Editora, 208 pp.

(15) MANUAL DE COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA FEDERAL, direito,  2010, Juruá Editora, Curitiba, 184 pp.

(16) ILEGALIDADE E INCONSTITUCIONALIDADE DO EXAME DE ORDEM – contribuição ao estudo do inc. IV e § 1º, do art. 8º., da Lei 8.906/94, direito, 2011, Juruá Editora, Curitiba, 116 pp.

(17) DOM CASMURRO: A HISTÓRIA QUE MACHADO DE ASSIS ESCONDEU, ensaio, 2014, Juruá Editora,Curitiba,  123 pp.

No prelo:
– TEORIA DA COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA FEDERAL, direito.

Em preparo:
– FOGO DE MONTURO E OUTRAS FUMAÇAS, contos.
– CRÕNICAS DA INFÂNCIA VIVIDA, crônicas.
– CRÔNICAS DA CORRIQUEIRA VIDA, crônicas.

Inédito:
– DOIS INSTANTES E UMA SAUDADE, poesias.

Participa de:
– POESIA SERGIPANA (UMA ANTOLOGIA), pesquisa, seleção e notas de José Olyntho e Márcia Maria, Brasília, Gráfica Brasiliana, 1998, 189 ps.
– PROSA SERGIPANA (UMA ANTOLOGIA), pesquisa, seleção e notas de José Olyntho e Márcia Maria, Brasília, Editerra Editoral, 1992, 259 ps.
– A POESIA SERGIPANA NO SÉCULO XX (antologia), organização, introdução e notas de Assis Brasil, Imago Editora, Rio de Janeiro, 1998, 246 ps.
– JUÍZES E JUDICIÁRIO:história,casos,vidas, coordenado por Vladimir Passos de Freitas, Curitiba,Edição do Autor,2012, 286pp.

Tem contos publicados na REVISTA CULTURAL DA AJUFE e no livro JURISTA LITERÁRIO (organizado por Bruno Novaes Bezerra Cavalcanti, Marcelo Magalhães Peixoto e Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, São Paulo, MP Editora, 2009, 190 pp).

Organizou os livros:
– FRAGMENTOS DE HISTÓRIAS MUNICIPAIS E OUTRAS HISTÓRIAS, de Sebrão, sobrinho, lançado em agosto de 2003 (Instituto Luciano Barreto Júnior, Aracaju, Gráfica J. Andrade, 435 pp., 2003);
– LAUDAS DA HISTÓRIA DO ARACAJU ( 2a. edição, Aracaju, Gráfica J. Andrade, 588 pp, 2005) e
– TODA POESIA, de Alberto Carvalho (Aracaju, Secretaria do Estado da Cultura, 215 pp, 2005).

Organiza, no momento, a 2a. edição de TOBIAS BARRETO, O DESCONHECIDO, de Sebrão, sobrinho.

VLADIMIR SOUZA CARVALHO

Nasceu em Itabaiana (SE), em 6 de abril de 1.950, filho de Jubal Carvalho e Maria de Souza Carvalho.

 Do lado paterno, é sobrinho-neto do historiador e folclorista Sebrão, sobrinho, e do compositor José Adhemar de Carvalho, sendo ainda parente ainda do historiador Francisco Antonio de Carvalho Lima Júnior.

 Foi um dos fundadores e principais redatores do jornal O SERRANO, de Itabaiana, colaborando esparsamente em diversos jornais de Aracaju, como Diário de Aracaju, Jornal da Cidade, Gazeta de Sergipe, Jornal da Manhã, mantendo, no momento, uma coluna quinzenalmente no Correio de Sergipe, iniciada em novembro de 2006, e, desde março de 2010, no Diário de Pernambuco, em Recife.

No campo jurídico, tem artigos publicados em diversas revistas do país, como a Revista de Informação Legislativa, do Senado Federal, Revista Forense, Revista da Associação dos Magistrados do Paraná, Revista Jurídica, Revista da OAB-SE, Revista do Tribunal de Justiça de Sergipe, Revista AJUFE, Revista da Justiça Federal do Rio Grande do Norte, Revista do Ministério Público Sergipano, Judiciarium (do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe).

 Seus livros e artigos jurídicos tem merecido citação no Supremo Tribunal Federal, e em diversos livros de doutrina, de Paulo Lúcio Nogueira, Arruda Alvim, Hugo Brito Machado, Milton Flaks, Rodolfo Camargo, Damásio de Jesus, Francisco Wildo Lacerda Dantas, Agapito Machado, entre outros.

 Já as suas pesquisas no campo da história de Itabaiana  tem despertado citações de diversos historiadores e pesquisadores, como Sebrão, sobrinho, José Calazans, Ibarê Dantas, José Gilson dos Santos, Maria Thétis Nunes, Núbia Marques, Maria Nely Santos, Robério Barreto Santos, José de Almeida Bispo, entre outros.

 É membro do Tribunal Regional Federal da 5a. Região, com sede em Recife, desde 27 de fevereiro de 2008, eleito pelo critério de antiguidade.

Exerceu a jurisdição federal nas seções judiciárias do Maranhão, Paraíba e Pernambuco, tendo integrado, como substituto, por duas vezes, o Tribunal Regional Federal da 5ª Região, e a comissão especial destinada a oferecer sugestões sobre o setor de recursos daquele tribunal, participando também das primeiras listas de merecimento visando uma vaga no supramencionado colegiado. Foi membro substituto dos tribunais regionais eleitorais do Piauí, Alagoas e Sergipe, ocupando, neste último, como titular, a cadeira de juiz federal, por três biênios. Atualmente é membro suplente do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco. Foi prresidente da 1ª Turma Recursal dos Juizados Federais Especiais de Sergipe, em 2002. Integrante da 1ª Turma de Uniformização das Turmas Recursais dos Juizados Federais Especiais, em Brasília-DF, em 2002-2033. Foi o primeiro juiz das 6a. e 7a., varas federais, sediadas em Itabaiana e em Estância, respectivamente.

É cidadão honorário de Estância.
O fórum da 6a. Vara da Justiça Federal da Seção Judiciária de Sergipe, em Itabaiana, tem o seu nome.
Membro da Academia Sergipana de Letras, ocupando a cadeira de número 25.
Membro da Academia Itabaianense de Letras, ocupando a cadeira de número 25.

 

busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I