Rômulo Vieira 1 de novembro de 2021

Preste atenção seu moço,
Para as coisas que vou contar.
Vou citar alguns ditados,
Que o nordestino vive a falar.
Tenha paciência, faça um esforço,
Acho que você vai gostar.

Água mole em pedra dura,
Tanto bate até que fura.
Espinhela caída e mau olhado,
Só rezadeira é quem cura.
E em tempo de trovoada,
A cantada é: cai, cai tanajura!

A justiça tarda, mas não falta.
Mas com certeza só mesmo a divina.
Veja a escroque pastora,
Que se passava por gente fina.
Vivia enganando todo mundo,
É muito difícil quem a defina.

A bom entendedor,
Meia palavra basta!
E lhe peço com licença,
Para continuar nessa casta,
De gente safada, enganadora,
Igual ao padre do dinheiro entusiasta.

Antes só do que mal acompanhado!
A pastora e o padre poderiam se unir,
Não cumpririam o ditado,
Mas não precisariam fingir,
Embora usurpando do alheio,
Viveriam dos tolos fiéis a sorrir.

A mentira tem pernas curtas.
Pegaram o João curador!
Outro safado sem escrúpulo,
Que se dizia grande doutor,
Mas a verdade sobre ele é:
Que era um grande estuprador.

De médico, poeta e louco,
Todo mundo tem um pouco,
Mas aquele canalha dito médico,
Para as mulheres foi um sufoco.
Viveu o: cria fama deita-te na cama.
Em Hipócrates deu um soco.

Pau que nasce torto,
Não tem jeito, morre torto.
Todos dessa corja nos enojaram.
Da miséria dos outros fizeram um porto.
Esqueceram que tinham coração.
Cada um viveu absorto

Nem sempre o diabo é,
Tão feio quanto o pintam.
As vezes se veste de pastora, de padre,
O comum é que eles mintam.
Aparece como curandeiro ou mesmo doutor
E sempre parecem boa pinta.

Antes tarde do que nunca.
Não deixes para amanhã,
O que podes fazer hoje.
Isso que escrevi foi sem sanha
Apenas mostrei alguns ditados
Que me surgiram essa manhã

Concluindo do modelo vou sair,
E você há de me permitir,
Mas sem perder o sentido.
Fechando com esperança,
Que venha após tudo a bonança.
E que o mundo fique mais colorido.

Obs: O autor, Prof. Dr. Rômulo José Vieira é Acadêmico da Academia de Ciências do Piauí; Acadêmico da Academia de Medicina Veterinária do Piauí; Acadêmico correspondente da Academia de Medicina Veterinária do Ceará; Acadêmico correspondente da Academia Pernambucana de Medicina Veterinária; Membro da Academia Brasileira de Medicina Veterinária.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I