Lug Costa 15 de julho de 2021

Um dia cheguei em casa e a única vontade que tinha era de por fim a minha vida. Abri a porta e tive a sensação de que aquela seria a última vez que faria aquele gesto. Silencioso entrei e tudo estava como deixará algumas horas antes. Dirigi-me ao quarto, com a idéia fixa que deveria marcar o fim da tragédia que minha vida se tornara. Por que continuar a viver esta tragédia?

Quando serei capaz de transpor esta longa ponte?
Minha pernas estão frágeis,
meus passos cambaleantes,
minha visão turva.

Mas minha teimosia me deixará aqui,
plantado que nem uma arvore frondosa por muito tempo até o dia em que me transportarão para a outra margem.
(Caetés 02.08.2003 09:26)

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I