www.diocesedejales.org.br

Neste final de semana a Diocese de Jales vive um momento especial. Realiza sua assembléia, com a presença dos leigos que vêm das comunidades, dos coordenadores de pastorais e movimentos, junto com os padres, as irmãs e o bispo.

Isto acontece cada quatro anos. O ritmo é ditado pelas Diretrizes da CNBB. Assim, a assembléia ajuda a expressar a comunhão da Diocese com a Igreja do Brasil. Uma assembléia, portanto, com clara intenção de afirmar a identidade eclesial da Diocese.

Desta vez o ritmo foi um pouco alterado, pela realização sucessiva de dois momentos importantes da Igreja: a Conferência de Aparecida, e as novas Diretrizes da CNBB. Como ambos os acontecimentos pediam uma acolhida adequada por parte da Diocese, a solução foi prolongar o clima de assembléia, que já teve um momento forte no ano passado, e outro agora neste final de semana.

Na verdade, a assembléia acaba explicitando, de maneira intensa, uma dimensão que é permanente para a vida da Igreja: o clima de participação e de comunhão dos seus membros, na diversidade de suas situações, e na integração de suas atribuições específicas. Isto se torna possível pela descentralização da Igreja em “Igrejas Locais”, onde todos podem se sentir envolvidos, como lembrou o Concílio Vaticano II. Ele resgatou a visão da Igreja de Cristo como “comunhão de Igrejas locais”, onde de fato a Igreja acontece.

A experiência forte do Concílio não só explicitou algumas verdades importantes para a vida da Igreja, mas serviu de demonstração prática de como vivê-las, mantendo uma atitude permanente de participação, de diálogo e de escuta mútua entre os membros da Igreja, de que o processo de assembléia é a manifestação mais intensa e mais clara. O que o Concílio viveu, com intensidade, agora é para ser vivido pela Igreja inteira. De modo semelhante, o que a assembléia diocesana vive, com intensidade, é para ser levado à prática de maneira permanente pela diocese, na sua caminhada eclesial.

Este clima de assembléia é muito saudável para a Igreja, por diversos motivos. O primeiro, certamente, é porque fortalece os laços de comunhão e de pertença à Igreja, não só das pessoas que vêm participar da assembléia, mas de todos os que por elas se sentem representados.

Na assembléia as pessoas podem sentir o que dizia aquela afirmação comum e espontânea surgida a partir do Concílio: “a Igreja somos nós”. Em tempos de crise de identidade religiosa, chega bem esta afirmação enfática da identificação das pessoas com a própria Igreja.

Em segundo lugar, o clima de assembléia, em que todos se sentem em pé de igualdade para falar e para ouvir, previne contra o perigo sempre presente na Igreja, de centralização, seja ela pessoal, territorial, ou mesmo ideológica.

A Igreja tem estruturas que, em princípio, devem estar a serviço da comunhão. Mas com facilidade se tornam instrumento de dominação. Se uma assembléia diocesana consegue criar o ambiente de abertura e de confiança mútua, ela proporciona uma salutar demonstração da validade da presença e a atuação de todos os membros da Igreja na sua vida e na sua missão, independente das funções diferentes que possam ter, e superada toda a atitude de discriminação ou de superioridade de quem quer que seja.

Por isto, a assembléia é espelho da Igreja. Não é por acaso que a etimologia da palavra “igreja”, significa, exatamente, “assembléia convocada”. Os momentos fortes de assembléia diocesana servem para consolidar esta postura de Igreja que precisa ser vivida na prática. E’ o que a Diocese de Jales espera confirmar com sua assembléia deste final de semana.

28/07/2008

Obs: O autor é Bispo Emérito de Jales. 

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I