[email protected]

No início da pandemia eu fiz várias reflexões sobre o momento que estamos vivendo (refletir…, grande novidade para mim!).

Cogitei tantas coisas, pensei em tantas possibilidades, nos erros da humanidade, na ordem mundial sobre a qual nada sabemos. E diante disso, não somos nada.

Entre as minhas viagens, eu pensava que seria a chance das pessoas refletirem também sobre seus comportamentos na Terra, nas relações com seus irmãos, amigos, conhecidos, enfim, de humano para humano.

Chega o fim do ano, em breve terei nova idade também. Bem-vindo, Novembro! Penso que não estou gostando mais dessa brincadeira. Está bom de parar. Os anos pesam, não só sobre o corpo, mas nos avanços da mente, que me assustam, tanto quanto, muitas vezes, me entristecem.

Sinceramente, eu esperava que as pessoas mudassem com isso. Mas hoje reflito que a natureza de cada um me parece imutável. Quem é bom, bacana, humano, simpático e legal, permanecerá assim, ou, melhorará até, apurando sua bondade. Por outro lado, o que tenho observado, é que quem é ruim, invejoso, sacana, mal caráter e desprezível, continuará assim. Pesado, né? Mas é a pura verdade. Será que não conseguem apurar o lado bom? Sim, todos temos que ter. Mas alguns fazem questão de desprezar qualquer tipo de delicadeza, educação, sensibilidade ou bondade. Triste isso, né?

Contudo, eles no fundo me ensinam, a cada dia, a ser o oposto do que são, e assim, a apurar meu lado humano e sensível, que quase nunca se engana quando se trata de conhecer gente.

Deixo aqui uma dica: apurem seu lado bom, todos nós temos. E desprezem, veementemente, a sua voz interior que malda, inveja, faz fofoca, deseja o mal e ignora o sofrimento e a condição alheia.

Bom dia, galera do bem!

Obs: A autora é poeta, administradora e editora da Revista Perto de Casa.
http://pertodecasa.rec.br/

Imagem da autora

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I