elza fraga 1 de junho de 2021

[email protected]
tempoinverso.blogspot.com.br
contosincantos.blogspot.com.br
versoinverso.blogspot.com.br

Muitos que se dizem espiritualistas andam fazendo uma salada mista que só confunde mentes que já estão em pleno processo de expansão. Isso atrapalha mais que ajuda!

É um retrocesso desnecessário.

Procure o que fala mais ao coração que a mente, passe primeiro tudo o que ouve, ou lê, por esse crivo. E depois, com calma, reflita sobre. E depois, na quietude da alma, medite.

E só aí, depois do amadurecimento, dê seu crédito ou seu descrédito.

Se ampare nas leis universais para detectar o que é correto para si, nunca se ampare nas leis ou palavras do homem.

As vezes seu coração sabe muito mais do que você pensa. E entenda que o caminho do outro é o do outro, não o seu. Cada um faz com suas pegadas as próprias trilhas. E descobre seu universo através de suas experiências.

Ligue seu radar. Antene-se. Não é muito fácil distinguir informações corretas das nem tanto… até porque quem traz informações que confundem também acredita nelas, não o faz por maldade, ou para enganar incautos, não compreendem, na maioria das vezes, que estão a canalizar seus próprios egos.

Leia sobre as leis herméticas e tente entender as correlações.

Estude filosofia por sua conta e risco, não posso indicar fontes, seria antiético, mas existem bons vídeos na rede. Corra atrás de conteúdo.

Se gosta de fazer preces, as faça. E torne isso um hábito. Conversar com esta força oculta aos nossos olhos é uma boa maneira de achar respostas.

E tire um tempo em silêncio para meditação. Sabendo que meditar tem vertentes. Busque a do silenciar a mente focando na respiração, e a acompanhando. Costuma trazer benefícios rapidamente.

E fuja para o mato se achar alguém querendo lhe guiar. Gurus não existem mais.

O que existe agora é gente de boa vontade e amor ao próximo, que tenta ajudar dando apoio e incentivo aos trilheiros.

Deixando claro que não quero ensinar ninguém a viver, apenas falando de como andei pra encontrar a trilha que achei conveniente, e que talvez ainda não seja a certa.

Aprendi com as marés a retornar, se necessário, para o fluxo das águas. E emprego isso em terra, nem tão firme como se pensa.

elza fraga

Sabendo que o apoio é obrigação de todos, mas os conceitos e “certezas” ficam a critério de cada caminhante. E que o tempo é curto para tanto serviço que temos – ainda – a fazer, por nossas almas.

Obs: Imagem da autora.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I