ma[email protected]

Minha mãe é pertença cósmica a um universo de beleza…
Chamada por dentro das águas,
A terra se encontra no vazio,
As trevas cobriam o abismo…
E nele habitava um vento impetuoso,
O Espirito de Deus estava em cima das águas…
Por um chamado do Eterno resplandece a luz,
Aparece o firmamento, a quem o Eterno chamou de céu,
Separando as águas das águas,
Água doce e águas salgadas…
Águas de cima e águas de baixo…
Aprecia o criador… tudo é muito bom!!!
Um céu azul… com uma majestade solar,
Tudo é Bom porque há uma atmosfera que é límpida,
Uma temperatura que proporciona o crescimento da vida,
Dentro do chamado Eterno surge na terra:
Aves coloridas com uma sonoridade que encanta o ar de música,
Uma diversidade de amimais que se movem de forma harmoniosa de lá para cá,
Lindas borboletas que ziguezagueia entre as flores,
Uma variedade de furtas, cada uma com o sabor e aroma único,
Um paraíso terrestre que no cosmo é conhecido como planeta terra,
Um pontinho minúsculo dentro do infinito…
O eterno ao separa o dia da noite com a luminosidade solar,
Nos concedeu apreciar a vastidão do universo:
Começando com a lua prateada,
Ela nos mostra as silhuetas das montanhas,
Vemos a miríades de estrelas,
Então nos interpela o universo:
qual o lugar do ser humano no meio da imensidão?
Nosso ser dentro do espaço infinito é cuidar da terra,
Ser o protetor da verde mata,
Proteger as águas…
Aprender a dialogar com a vida…
Defender a diversidade biológica e cultural…
O lugar do ser humano e ser habitante da terra,
Sendo chamado a escutar o Eterno,
Que se presentifica em toda a criação.

Mauricio Soares
Filho da terra mirando a eternidade
Dentro da imensidão de Deus em cada criatura

Obs: Imagem do autor

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I