Rômulo Viana 15 de maio de 2021

[email protected]
www.poematisando.blogspot.com

Deixei por bom tempo de escrever-te.
Sustente-mei em rimas passadas

como se elas fossem esteios eternos

Que não precisassem de reparos. Mas me enganei…

A rima do amor precisa continuamente ser reinventada…

Mesclada com outras rimas

Para que novas rimas

Rimem no compasso dado da relação.

E se te peço perdão,

É pelas vezes que a literariedade amorosa ficou adormecida..

Quero novamente te (re)conquistar !

Reascender juras de outrora.

E que seja nessa hora de tristeza de ambos os corações…

Continuar a ser único em teu espírito.

Ser…

Me refazer de sentimentalidades veladas somente a ti.

Eu quero…

Desejo…

Eu vou te reconquistar!

Obs: O autor é poeta e fotógrafo amador. Trabalha na UFOPA / campus de Óbidos.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I