[email protected]

Quebrando silenciosa madrugada,

um bêbado canta seu refrão. Trocando os pés, empurrando o carrinho de mão. Vazio agora, como seu quengo, pleno de cachaça, daquelas ruins como o que! Imagino.

Também penso na fome. Fome faz delirar também, a barriga vazia sai puxando para lugar qualquer, até que se aquieta, instalada, vendo até onde se aguenta.

Tento entender a música, mas a língua está enrolada. Penso que deve ser dessas músicas novas que não sei a letra. Sou nostálgica quando o assunto é música.

Pés descalços, camisa vermelha amarrada na cintura e uma bermuda preta, esgaçada e escorregando cintura abaixo. No pulso, parecia uma máscara enrolada, mas não tenho certeza.

Só quando apontava lá no final da rua, consegui escutar “da lama ao caos, do caos a lama…” e finalizava com um “eu fui roubado, viu?”.

Minha mente sai atrás dele fazendo perguntas sem muitas respostas, senão as minhas…

Roubaram-lhe em tanto. Roubaram-lhe os sonhos, desejos, anseios, voz, família, dignidade, direitos. Já nasceu roubado de um tudo.

Na caçamba vazia, talvez mais um roubo, desses roubos de ladrões safados.

Ele dobrara a esquina ao longe, pegando a avenida principal. E me deixou com ele.

Ele e este precipício de mim.

Obs: A autora é poeta, administradora e editora da Revista Perto de Casa.
http://pertodecasa.rec.br/

Imagem da autora

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I