[email protected]
https://blogdopadresena.wordpress.com

Por que um dia da ÁGUA? Para lembrar que sem água durante 4 dias a pessoa morre, ela é vida, mais do que o alimento, que corpo humano pode viver sem ele por mais tempo. Além disso, esse dia é alerta a nós todos, que há milhões de pessoas no mundo sem água suficiente para uso diário, especialmente água potável. No Brasil dizem os especialistas que 75 milhões de brasileiros ainda não tem saneamento básico, que inclui esgotos, lixo e água potável.

Na Amazônia a situação é ainda mais grave. Até pouco tempo entre os dez municípios brasileiros em piores situações de tratamento de água e esgotos, sete estão na Amazônia. Isso, inclui Porto Velho e Santarém.

Outro sinal de alerta no dia da água é a situação dos rios na Amazônia. Nós não ligamos para a destruição que está sendo provocada intencionalmente nos rios. As bacias dos rios Juruena e Teles Pires, que alimentam o rio Tapajós, hoje são vários lagos das barragens hidroelétricas. Ao ponto de diminuir o ritmo das águas no Tapajós. Em Santarém, o nível da água é hoje 10 centímetros menor do que foi em 2009 no mesmo dia.

No rio Xingu, a estupidez humana construiu a hidroelétrica de Belo Monte sendo hoje um Feio monstro. Mesmo alertado por estudiosos responsáveis de que seria inviável, altamente prejudicial aos povos e ao ambiente, a desgraça foi feita. Hoje, a chamada Volta Grande do Xingu está secando, com todas as consequências negativas, mas os estúpidos donos do monstro exigem que para manter a usina funcionando, se destruam os povos e a fauna da Volta Grande. E assim no rio Madeira, no rio Solimões, no rio Balsas e todos os rios, nossas fontes de vida.

Dia da água para ser sinal de alerta, na hora de tomar o banho e na hora de defender os rios. Ou mudamos a rota da destruição, ou morremos de sede, pois os rios podem secar e as águas podem sumir.

Obs: O autor é membro da organização da Caravana 2016
Coordenador da Comissão Justiça e Paz da Diocese de Santarém (PA) e membro do Movimento Tapajós Vivo.
Autor dos livros: Amazônia: o que será amanhã? (Vol I e II) e Uma revolução que ainda não aconteceu.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I