([email protected])

Mamãe! Eu gostaria tanto que esse padre fosse o meu pai! *

Eu celebrava, na Igreja Matriz a missa de sábado à noite, que era uma missa de público numeroso. Dispensava a procissão de entrada e me paramentava no próprio altar diante do povo. Eu gostava de fazer assim. Também era somente túnica e estola; nunca usei casula; considerava algo medieval e anacrônico. Chegava mais cedo para conversar com o povo; cedo também chegavam duas crianças, irmãs de 8 e 9 anos aproximadamente: eram Carla e Andréa. Quando me viam corriam e faziam a maior festa. No momento do abraço da paz corriam para o altar, me cumprimentavam, abraçavam e beijavam; no final da celebração após depositar os paramentos sobre o altar, cada uma pegava em uma das mãos e saíamos desfilando pela nave central até o fim da Igreja, onde estava a mãe delas. O organista da celebração era sempre o Pe. Mário Daorizzi. Certo dia após a missa já me encontrava no meio da nave central com as meninas quando escutei um barulho feio vindo do órgão; suspeitei que fosse Pe. Mário caindo. Puxei minhas mãos das mãos das meninas e corri em direção ao Pe. Mário e as meninas correram para onde estava a mãe. De lá onde estava auxiliando Pe. Mário escutei a mãe das meninas censurar em voz alta: – Não fale isso! Não diga uma coisa dessa! Fiquei curioso para saber o que a mãe estava falando para as filhas. Quando cheguei junto da mãe ela explicou: -Veja o que essas meninas estão dizendo: Mamãe! Eu gostaria tanto que esse padre fosse o meu pai! Eu confesso que fiquei sem saber o que dizer; fiquei calado diante da inocência e ingenuidade das crianças.

*O CAUSO acima aconteceu em Carpina quando era eu diretor

Obs: O autor é Mestre em Educação pela Université du Québec à Hull (Canadá), professor da Unicap e da Fafire e  presidente da Comissão de Pastoral para a Educação da Arquidiocese de Olinda e Recife.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I