[email protected]
https://blogdopadresena.wordpress.com

Bom dia ouvinte, como viver em paz nos dias de hoje? Realmente não está fácil! Mas me diga, que tipo de paz precisamos? Certamente não a paz dos ministros do STF que estão vendo o Brasil já afundando e eles não decidem salvar-nos; nem a falsa paz do presidente da república. Certamente precisamos da paz, aquela da consciência, cultivando a justiça, solidariedade, cuidado consigo e com os outros. Mesmo no auge da pandemia podemos cultivar a paz. Aliás, Jesus garantiu isso, ao afirmar: “Eu vos dou a paz, a minha paz, não a paz da sociedade” hoje ele dirá – não a paz do bolsonarismo criminoso; nem a paz dos que destroem florestas, rios, igarapés para seu benefício, sem respeitar as leis da natureza.

Tudo bem, vamos analisar alguns momentos da semana que passou. Comecemos com a preocupação de todos nós sobre a rapidez como a pandemia do covid 19 se espalha na região. A mais recente notícia que chegou ontem, era que em Santarém aumentou numa semana,100 por cento o número de internados em UTI. Dia 16 eram 9 pacientes internados em UTI. Na última sexta já eram 22 internados no hospital regional. Infelizmente continuam pessoas abusando da sua vida e vida dos outros, andando sem máscara na rua e se aglomerando em alguns lugares. Foi preciso que o prefeito decretasse novo fechamento, agora até de shoppings e academias, além do comércio não essencial para a sobrevivência das famílias. Os que reclamam porque são obrigados a fechar lojas e locais de negócio, certamente que colocam seus lucros acima das vidas dos outros. Não querem admitir que são tantos os que deixam de ganhar algum dinheiro para preservar sua vida e da dos outros. Esses não tem a paz de Jesus.

Mas também neste momento há quem merece louvor. Mesmo com atraso, estão certas as autoridades estadual e municipal, quando defendem as vidas exigindo cumprimento o isolamento social e fechamento de locais de comércio e diversão, inclusive shopping center e academias. Além de ser um dever do poder público zelar pela saúde da coletividade, a situação de Santarém e Baixo Amazonas está chegando ao limite dos hospitais e áreas de UTIs. Até o consumo de oxigênio nos hospitais corre o risco de faltar. Por falar em oxigênio, é preciso bater palmas ao presidente Maduro da Venezuela. Mesmo sendo taxado de ditador e sem competência em seu país, ele mandou trazer a Manaus 5 caminhões carregados de oxigênio em gesto humanitário e solidário. Não cobrou nenhum real pela oferta.

Outra pessoa que merece aplauso neste momento, é o governador Helder Barbalho. Diante da crise da pandemia aqui no Oeste do Pará, não está medindo esforços. Dispôs quatro helicópteros e aviões para atender os doentes dos locais mais distantes para salvar vidas. Além disso, esteve visitando municípios como Faro e Terra Santa, acompanhando a entrega de oxigênio aos pequenos hospitais locais. Supõe-se que não seja somente generosidade cristãs sua presença aqui no Oeste do Pará, mas ao menos está prestando importante serviço. Que se dê a Cesar o que é de Cesar.

Quem não merece nenhum elogio são os cabeça de burro e espírito de porco, que insistem em andar sem máscara nas ruas e também se aglomerar em locais públicos. Essas pessoas se tornam cúmplices de mortes de pessoas que ao se aproximar delas transmitem o vírus, estando contaminados. São como Caim que matou seu irmão e depois fingiu que não tinha culpa.

Finalmente merecem louvor os grupos e igrejas cristãs que tem promovido campanhas de cestas básicas aos mais necessitados. A solidariedade é o caminho direto para a felicidade. 24.01.2021

Obs: O autor é membro da organização da Caravana 2016
Coordenador da Comissão Justiça e Paz da Diocese de Santarém (PA) e membro do Movimento Tapajós Vivo.
Autor dos livros: Amazônia: o que será amanhã? (Vol I e II) e Uma revolução que ainda não aconteceu.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I