Por volta do ano de 1915 foi lançada pelo cantor Silvinho uma canção intitulada “Mulher Governanta”, na qual basicamente era falado sobre o valor dados às pessoas, (nesse caso a mulher) não pelo que elas são, mas por aquilo que elas poderiam nos oferecer (mais uma vez o egoísmo humano). Passados 102 anos me parece que as coisas não mudaram, como é fácil hoje em dia ouvirmos afirmações como as seguintes:

… minha mulher já está velha, vou procurar uma mais nova!…

… meu pai está velho, não sabe das coisas como eu!…

… MEU SENSEI ESTÁ VELHO, NÃO SABE DAS COISAS COMO EU. VOU PROCURAR UM MAIS NOVO!…

Chamo isso de “COISIFICAÇÃO”, pois as pessoas estão tão acostumadas à facilidade de trocar de tudo, celular, carro, sapato, etc. E findam por tratar da mesma forma os seres humanos, então agora peço que parem um pouco e meditem comigo:

Eu tenho uma história de vida com minha esposa e não com meu celular, portanto o celular pode ser trocado, mas a minha Esposa nunca, porque a Amo;

Eu tenho uma história de vida com meus Amigos e Discípulos, mas não com meu automóvel, portanto o automóvel pode ser trocado, mas meus Amigos e Discípulos nunca, porque os Amo;

Eu tenho uma história de vida com meu falecido Sensei Reishin Kawai, mas não com meu sapato, portanto o sapato pode ser trocado, mas o meu Sensei enquanto viver nesse mundo, nunca poderá ser substituído, porque eu de fato o Amo.

Minha Esposa me ajudou a tornar-me uma ser humano muito melhor e ensinou sobre o Amor verdadeiro, portanto se a trocasse por uma mais nova estaria comparando-a à nada…

Meus Amigos e Discípulos me ensinaram sobre Confiança e “Gratidão Verdadeira”, portanto se os trocasse por novos “amigos” e os olvidasse como discípulos estaria comparando-os à nada…

Meu Sensei me ensinou sobre Compartilhar e sobre a Verdadeira Arte que nos Une, não apenas como Aikidoítas, mas PRINCIPALMENTE como seres humanos, então se o trocasse por um sensei mais novo, por na minha visão “não saber das coisas”, então esse “Venerando Mestre” nunca teria tido valor algum para mim…

Mas só tenho uma única e linda Esposa a qual me acompanhará até o final de meus dias!!!!!

Meus Amigos e Discípulos são únicos para mim e espero tê-los ao meu lado enquanto viver!!!!!

Enquanto meu Sensei esteve vivo, eu nunca o deixei, pois ele de igual maneira era único para mim!!!!!

Mas tudo isso pode ser resumido à algo bem simples de se entender:

Porque todos eles me ajudaram a construir a parte Boa de mim que hoje eu sou!!!

E mais ninguém…

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I