elza fraga 1 de dezembro de 2020

[email protected]
tempoinverso.blogspot.com.br
contosincantos.blogspot.com.br
versoinverso.blogspot.com.br

(Ainda pensando, ainda não entendendo…)

Politicamente correta?
Eu?
Nunquinha.

Serei sempre a que está a um passo de desbravar algum abismo mental, psíquico, ou nos fundos de algum quintal onde o mato e as ervas fizeram ninho.

Serei sempre a que voou mais alto que podia e arrebentou as asas numa queda meteórica e se curou no chão, no vinho e no pão.

Serei sempre a que prefere o espaço, o éter, as nuvens, nunca a âncora que me doaram por nascimento. Serei esquecimento algum dia, mas por enquanto me deixem planando meu mundo etéreo e estranho.

Nunca falarei a linguagem dos humanos, apenas repetirei as palavras neste idioma estranho em que me ensinaram a fala e me alfabetizaram.

Sou a estrangeira e não me envergonho disso.
Nasci com a lua indo se deitar, o céu ainda com estrelas a arrastar a noite e a madrugada.
Não posso me sentir confortável ou bela nesta casca humana que me presentearam, só posso respeitá-la e tentar mantê-la saudavelmente limpa e com cuidados básicos.

Não quero beleza, juventude eterna, botox, plásticas… quero um interior cheio de fadas e duendes, quero uma alma quente e aventureira, quero canelas de cigano para correr minhas metáforas.

Quero vida de verdade correndo nas minhas veias.

E quero distância deste governo de homens e seus podres poderes.

Quero só mesmo a liberdade de, disfarçada, me debruçar na varanda pela madrugada pagando paixão explícita pela lua.

A noite é minha, e minha são as manhãs avermelhadas ou cinzentas, minha é a rua e suas sombras densas.

E se pago um pecado nesta vida é o de ser a estranha, a pária, a perdida em questionamentos e sonhos.

E quando me for pra minha casa verdadeira deixo de herança as perguntas que guardei nos olhos para que um humano desperto ponha sobre a mesa.

O mais é resto, sórdida vileza… Não faço parte!

Ziza Rochedo
Em dia de pensar, pensar, e não chegar a lugar nenhum.

Obs: Imagem da autora

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I