Dasilva 1 de outubro de 2020

de que vale ganhar o mundo inteiro e perder a sua essência…

  1. Cresce o número de pessoas atraídas pela filosofia minimalista. Em outros tempos, ela já teve outros nomes e outros adeptos. Por várias razões, as pessoas descobrem que o intenso acúmulo não faz ninguém feliz.
  2. Ou porque se cansam da vida que levam. Ou por moda: parecer despojado. Ou esperteza: livrar-se de encargos. Existe até campanha do “desapegue-se” como forma de se livrar de objetos desnecessários que se amontoam.
  3. O minimalismo, como estilo de vida, atrai porque simplifica a existência ao propor a eliminação de excessos e manter o essencial. É mais que desfazer-se de penduricalhos: é descobrir um tesouro maior que não se acaba.
  4. A beleza é simples, dispensa adornos criados pelo mercado. Ter sempre mais leva a ser sempre menos. Poder sempre mais leva à solidão. A busca insana de aparecer leva à angústia. Sabedoria é o prazer de saborear.
  5. Muitos místicos viveram a “austeridade de vida” que significa ter o necessário, mas não ter supérfluo. Uma freira, de família bem rica, só tinha um par de sapato. Dizia que só tinha dois pés – era espiritualidade e protesto.
  6. Francisco de Assis radicalizou no ‘esvaziamento’. Como o mestre, desnudou-se da aparência de poder que humilha os deserdados, rompe a fraternidade e desvia de viver e anunciar a “perfeita alegria” do Reino, desde já.
  7. A pandemia, sobretudo para quem ficou entubado e reviveu, mostrou que pouca coisa é essencial. Viram que, numa fração de tempo, toda avidez vira pó, pois, não passa de um canto de sereia. Inteligência é apreciar a vida.
  8. A experiência do minimalismo ao apostar na posse do necessário, rompe com a preocupação e a angústia. E pode comprometer na construção do sistema solidário onde todos aportam o melhor de si e recebem o que necessitam. 1º. de outubro/2020
Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I