Ina Melo 15 de outubro de 2020

[email protected]
http://www.blogdeinamlo.blogspot.com.br/
http://meloina.blogspot.com.br/
http://www.inamelo.blogspot.com.br/

Qual será a mensagem dos ventos e seus cantares para o mundo desarrumado pela Pandemia? Sempre gostei de ouvi-lo, às vezes na suavidade de uma manhã de Primavera, outras no lamentar das noites de inverno. O vento fala? Às vezes o escuto cantar. O Talvez sim, talvez não. Tudo depende de quem os ouve. Quando as árvores se curvam numa reverência a mãe natureza, estão obedecendo as suas ordens. Abram alas, sussurra ele como se fosse um amante apaixonado! Quando, num mar bravio ele levanta com violência as doces franjas das ondas, o faz para atender ao forte apelo dos trovões que sacode a terra deixando cair raios de fogo, para mostrar que, acima dos mortais existe uma força maior! Aí ele é um barítono que eleva a voz no mais alto tom e nem por isso deixa de ser belo. Ah! os cantares dos ventos! Eles representam a música divina que rege a natureza! Tantos são frios nos altos picos nevados, como quentes nas lavas de um vulcão! As suas carícias são iguais a pureza das crianças, assim como pode ser violento e destruidor quando contrariado! Abraçar o vento! Beijar o vento e deixar-se amar pelo invisível, pelo sonho, por uma quimera! Vamos ouvir e sentir o sopro suave desse amante instável e cruel que, tal qual o homem, acaricia, maltrata e as vezes mata! Cada qual com a sua forma de amar! Nos seus cantares vai espalhando as saudades perdidas por este mundo afora! Nesse ano de tantas incertezas, ele se antecipou e o seu canto e um protesto contra as maldades dos homens, a frieza e a indiferença pelo o que se passa a sua volta! Brada ventos de agosto, quem sabe não assustarás os infieis e esquecidos da solidariedade, da paz e do amor? Ina Melo. 08/020.

Obs: Imagem da autora.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I