[email protected]
https://blogdopadresena.wordpress.com

Boa dia Cintia e Ítalo, bom dia ouvinte desta segunda feira. O que está acontecendo em Manaus em questões de violência? você tem uma opinião sobre as causas? Acusar somente o tráfico de drogas, é pouco; acusar os marginais, ou o comando vermelho e seus concorrentes, ainda é pouco. Você não acha que há causas mais graves para tanta violência na cidade?

Perguntei a alguém de Manaus sobre as causas e a pessoa disse que o fato de Manaus ser uma cidade inchada com 2 milhões e meio de pessoas amontoadas em tantas periferias, sem saneamento básico, pode ser uma causa; ela também citou que a desigualdade social na capital é muito grande, com tantas famílias sem emprego digno, sem moradia sadia, enquanto outros vivem no luxo, em mansões, ganhando rendas muito superiores e até de enriquecimento ilícito, sonegação de impostos, e muito mais, gerando desigualdade social, é outra causa  de violência na cidade.

Fato de existir intenso tráfico de drogas e facções de criminosos em Manaus, pode ser uma causa, mas não a principal, concorda? O tráfico de drogas hoje se tornou um comércio que gera renda para muitos que não conseguem trabalho digno. Isso não justifica o tráfico, mas indica que por trás dele há outras causas maiores.

120 anos atrás, Manaus era uma cidade rica por causa da extração da borracha. Construíram o teatro Amazonas, algumas mansões e até bondes nas ruas. Havia quase nada de violência urbana. Hoje, Manaus paga o preço de ser uma metrópole com 2 milhões e meio de moradores. E paga um preço de estar num Brasil sem governo federal justo e sem prioridade para saúde, educação, geração de empregos. Quando foi criada a Zona Franca não foi para garantir milhares de empregos, mas para gerar lucros a empresas estrangeiras de montagem. Tanto é que elas chegaram com equipamentos modernos e geraram poucos empregos. Além disso, os governos que geraram a zona Franca, não se preocuparam em investir pesado no saneamento básico, na saúde e educação. Por isso, quando hoje apareceu a pandemia, Manaus está sem assistência adequada à saúde e deu no que deu de tantos mortos pelo coronavirus.

Portanto, se a violência hoje impera na capital manauara, não se pode por a causa apenas nas facções e nas drogas. As causa maiores estão na péssima administração pública, municipal, estadual e federal. Daí que você eleitor e eleitora precisam pensar bem para as próximas eleições municipais de novembro. Está na hora de votar mais responsável, renovar, a Câmara e a prefeitura mesmo de vez, como começo de se buscar mudar a violência na capital.(Notícia para Riomar – 17.08.2020)

Obs: O autor é membro da organização da Caravana 2016
Coordenador da Comissão Justiça e Paz da Diocese de Santarém (PA) e membro do Movimento Tapajós Vivo.
Autor dos livros: Amazônia: o que será amanhã? (Vol I e II) e Uma revolução que ainda não aconteceu.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I