[email protected]
dirceubeninca.wordpress.com

Teodoro Adorno, filósofo, sociólogo e musicólogo alemão, falecido em 1969, em se referindo a Auschwitz (nome alemão dado à cidade polonesa de Oswiecim, um dos maiores campos de concentração e extermínio comandados pelos nazistas, onde foram mortos entre 1,1 e 1,5 milhão de pessoas, vitimadas pelas câmaras de gás, pela fome e por doenças diversas) escreveu:

“A exigência que Auschwitz não se repita é a primeira de todas para a educação. A pouca consciência existente em relação a essa exigência e as questões que ela levanta provam que a monstruosidade não calou fundo nas pessoas, sintoma da persistência da possibilidade de que se repita no que depender do estado de consciência e de inconsciência das pessoas. Qualquer debate acerca de metas educacionais carece de significado e importância frente a essa meta: que Auschwitz não se repita. Ela foi a barbárie contra a qual se dirige toda a educação”.

A barbárie é o desfecho mais trágico do fundamentalismo. Agora o fundamentalismo é intenso e se espalha qual vírus em vários campos da vida social. Ele faz acreditar numa verdade única ou numa mentira total, por mais absurda que seja. O fundamentalismo é o caminho de uma sociedade intolerante, o combustível da violência e um mecanismo de produção de injustiças e desigualdades.

Por sua vez, a educação nos diferentes níveis e espaços, pode fazer a diferença. Ela precisa combater os fundamentalismos e a indiferença. Esta (a indiferença) é tão perigosa quanto aqueles (os fundamentalismos). Nesse sentido, ainda ressoam as palavras de Martin Luther King, pastor protestante e ativista político da Geórgia (EUA), assassinado em 1968. Assim falou: “O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons”. (11.06.2020)

Obs: O autor é Doutor em Sociologia, pós-doutor em Educação e professor da Universidade Federal do Sul da Bahia

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I