http://pirafraseando.blogspot.com/

[ COMPOSIÇÃO: (Alex, Zé Roberto e Paulo) Paschoalini ] 

Cada pedra em que tropecei 

durante a minha caminhada, 

guardei comigo cada uma 

e com elas, lado a lado, 

construí o meu abrigo. 


A cada queda aprendi a levantar 

e seguir, apesar da feridas 

que o tempo se encarregou de cicatrizar, 

dia após dia, com toda a sua sabedoria. 


( REFRÃO ) 

Não lembro bem o ponto de partida, 

nem seu onde vai ser a chegada; 

mas sei que sempre, por toda a vida, 

é preciso seguir a caminhada. 


A cada passo não se esquecer 

que o que passou já é passado; 

viver intensamente o presente 

e olhar para o futuro com os pés no chão. 


Dar as costas pra derrota, 

encarar de frente os desafios; 

andar ao lado da alegria 

e saber que sempre cada anoitecer 

é o aperitivo de um novo amanhecer. 


( REFRÃO ) 

Não lembro bem o ponto de partida, 

nem seu quando vai ser a chegada; 

mas sei que sempre, por toda a vida, 

é preciso seguir a caminhada. 

—————————————————

Esta é mais uma das músicas compostas há mais de 20 anos (registrada em 1997), em parceria com meus irmãos Alex e Zé Roberto. Dessa vez a intenção era fazer algo que tivesse uma mensagem positiva, tomando como referência as adversidades comuns à época.

No entanto, no final do século XX jamais se imaginava uma situação semelhante aos dias de hoje, em razão da pandemia. Por essa razão, penso que o conteúdo da letra é muito atual, buscando elevar a autoestima de todas as pessoas, independente da condição social do ouvinte.

Uma das definições de caminhada é “percurso”, onde existe um início e um destino definido. Porém, na caminhada da vida, certamente qualquer pessoa poderá dizer: “não lembro bem o ponto de partida, nem sei onde (quando) vai ser a chegada”, não existindo, portanto, um caminho determinado. Lembrando uma citação do poeta Thiago de Mello: “Não tenho um caminho novo. O que tenho de novo é um jeito de caminhar”.

Agora, os acontecimentos do mundo atual nos convidam a uma desafiante jornada interior, percorrendo caminhos curiosamente desconhecidos por todos nós, apesar de ser o mais próximo que se pode ter, remetendo-nos a inevitáveis reflexões a respeito de nós mesmos.

A interpretação é do Zé Roberto e a gravação está com um arranjo (também do Zé Roberto) mais atual, muito embora tenha sido realizada em estúdio amador. Os novos recursos utilizados têm como objetivo melhorar a qualidade do áudio, mas ainda está em processo de aprimoramento. Boa caminhada a todos!

TEXTO: Paulo Cesar Paschoalini

– MÚSICA: “Caminhada”

– COMPOSITORES (em parceria):

Paulo Cesar Paschoalini
Alex Francisco Paschoalini
José Roberto Paschoalini

– INTÉRPRETE: Zé Roberto

– ARRANJO: José Roberto Paschoalini

– VÍDEO DISPONÍVEL NO YOUTUBE: 

https://www.youtube.com/watch?v=UA-Ra_3K6gA 

– REGISTRO Nº: 141.431, em 20/11/1997, no EDA / FBN 
CIDADE: Piracicaba, Estado de São Paulo – Brasil.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I