vilmar.locatelli@gmail.com

Mentira!!!
Verdade!!!
Há que jurar mentindo
Há que sonhar afirmando

Estranhas vozes apontando o caminho
Beijos silenciosos escondendo a verdade
Ilusão se fingindo de realidade
Solidão se aquecendo no frio.

Dimensões de cores que só eu vejo
Sensações que esqueço existirem
Liberdade edificada com sangue
Cortejo fúnebre do inocente sentir
Intenções reveladas ao acaso.

Atraso inquieto e sem tempo
Invento outra razão para amar
Volto a viver deslumbrado
Por saber que existo insistente
E demente enfim canto ao lembrar
Que a vida é dor
Prazer e paixão.

Obs: O autor é escritor, poeta, advogado, Especialista em Gestão Ambiental de Cidades e Mestre em Gestão e Planejamento Ambiental.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I