Panta Rei! Era como gostava de exclamar Heráclito de Éfeso, acerca de 2.500 anos atrás. Expressão grega que significa “tudo flui, muda e está em constante transformação”. Não há absolutamente nada, neste Universo, que não esteja em permanente mutação e movimento, quer estejamos falando de galáxias, de qualquer aspecto relacionado aos seres vivos ou sobre o mundo subatômico. Portanto, as religiões não fogem a esse “determinismo cósmico”. Nenhuma é, atualmente, a mesma de quando criada. Sem exceção. Então, nada mais correto do que aceitar a ideia de que no futuro elas serão bastante diferentes do que são hoje, inclusive porque continuarão a se influenciar através do diálogo “inter-religioso” e do movimento ecumênico. Como o atual paradigma científico nos indica que tudo se relaciona com tudo, tudo influencia tudo, tudo é um incomensurável “Holos/Ecos”, não tenho dúvida que as religiões irão incorporar os novos entendimentos sobre a Realidade proporcionados pelo “saber científico”, principalmente pela “sempre surpreendente” e “mágica” física quântica. Também acredito que, com os avanços exponenciais do conhecimento e universalização da educação básica e superior (de qualidade e que seja estimuladora da crítica e da autonomia intelectual), haverá o surgimento de uma futura “religião” ou filosofia existencial. Ela será sincrética e terá em sua essência (em total consonância com a Ciência), no mínimo, as seguintes “verdades provisórias” (pelo menos neste Universo de aproximadamente 14 bilhões de anos): 1) independente do “apelido”, existiu um “início criador”, conhecido popularmente como Big Bang ou Grande Explosão; 2) tudo é formado da mesma “energia vital/quântica” que, de acordo com cada tradição ou religião, possui várias denominações; 3) como dito inicialmente, existe uma unidade e interdependência de todas as coisas e a impermanência/mutabilidade é a regra; 4) tudo, neste Universo, é resultado de uma relação de causa e efeito (Carma para os espiritualistas ou 3ª Lei de Newton para os cientistas). Portanto, só podemos “colher” aquilo que plantamos, tanto a curto quanto a médio e longo prazo, não só para nós, mas para os que nos cercam (família, amigos, sociedade, planeta, etc); 5) a norma é a evolução de tudo e de todas as coisas, processo que acontece em saltos quantiqualitativos; 6) com livre arbítrio e total autonomia, podemos (e devemos) interferir, em tempo real, na realidade de todos os processos universais; 7) existe, portanto, uma responsabilidade pessoal (e intransferível) em relação a tudo e todos; 8) a essência/energia (quantum ?) que compõe todas as formas de vida (inclusive a humana) é eterna e tem em si, desde o Big Bang, todas as informações do passado (ou é a própria “informação” em forma de onda/partícula) sendo capaz de acumular todas as vivências do presente e as carregará para todo o sempre, isto é, para o “eterno futuro”; 9) A busca e a construção da Iluminação, do “Religare”, da Consciência Cósmica/Crística/Búdica, que transforma Vida Energia em Vida Consciência, terá como companheira o conhecimento científico e será um “caminhar” alegre, prazeroso e sem culpas; 10) na jornada espiritual da humanidade não há, absolutamente, necessidade de intermediários nem de cultos a personalidades ou autoridades. E que assim seja!

Publicado no jornal Diário de Pernambuco em 25/05/2017, Seção Opinião, página 2

Obs: O autor, Prof. Dr. Aurélio Molina, Ph.D pela University of Leeds (Inglaterra) é membro das Academias Pernambucanas de Ciências e de Medicina, professor da UPE, Coordenador do Programa Ganhe o Mundo.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I