Algumas tragédias não se explicam, nunca se explicarão. A vida sai do nosso controle o tempo

Ninguém quer sofrer, dar errado. Ninguém quer doer, ser ferido. Ninguém quer ser traído, sofrer decepção, escolher errado. Mas ninguém, nessa vida, foge a tudo isso. Viver é alto e baixo, frio e quente, esperança e solidão. Por isso existe a fé, a oração, os amigos, a confissão. Porque, quando o céu desaba sobre nós, quase nada parece ter explicação, quase nada parece fazer algum sentido.

Primeiramente, não podemos temer o sofrimento. Nesse sentido, há um vídeo maravilhoso sobre o valor do sofrimento, em que a psicanalista Viviane Mosé fala disso com muita clareza. Ela diz que o sofrimento deve ser acolhido por nós, para que possamos entender o que ele está querendo de nós, porque o sofrimento rasga e alarga a alma, para que nela caiba mais mundo. Com isso, a gente fica bem mais forte.

Da mesma forma, precisamos ter a consciência de que nem tudo tem uma explicação plausível ou explícita. Embora, muitas de nossas dores sejam consequências diretas da forma como agimos, algumas fatalidades simplesmente entram em nossas vidas, sem pedir licença, sem poupar nada, sem mais nem por quê. Mesmo que lutemos contra as adversidades e pautemos a nossa vida pela ética e pela coerência, não existe o que se possa evitar com segurança concreta.

O sofrimento, na maioria das vezes, vem de fora, vem da vida, vem dos confrontos entre nós e o mundo, entre nós e o outro, entre nós e as relações humanas. Nunca poderemos fazer as escolhas por ninguém, ou seja, também acabamos sofrendo muito ao assistir a uma pessoa que amamos colhendo os frutos amargos de suas escolhas equivocadas. E, ainda, existe o confronto entre nós e nós mesmos, porque há lutas dentro da gente, entre desejo e razão, entre sonho e chão, entre amor e paixão.

Obs: O autor é graduado em Letras e Mestre em “História, Filosofia e Educação” pela Unicamp/SP, atua como Supervisor de Ensino e como Professor Universitário e de Educação Básica.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I