https://www.facebook.com/DiocesedeCratoCE/

Hoje para nós é um ano novo, em preparação para o Natal onde celebramos a encarnação do Cristo. Assim como na natureza temos quatro tempos: inverno, verão, outono e primavera, e cada tempo tem a sua característica e o seu significado, assim é o ano litúrgico. Nós temos quatro tempos: Advento, Quaresma, Páscoa e Tempo Comum. Fecha-se o ano quando celebramos esses quatro tempos. Isso nos mostra que devemos buscar mais viver mais esses tempos do ano litúrgico, celebrar com maior importância a dimensão religiosa de nossa vida.

As leituras deste período do advento convidam para ficar atentos e vigiar, pois a vinda do Senhor está próxima, o Maranathá (Vem, Senhor!). No evangelho, ele diz: vigiai e alegrai-vos. O medo não é de Deus. Jesus sempre dizia: “não tenhais medo!”. A alegria é uma característica daqueles que seguem a Jesus. Estejam atentos e preparados, o Senhor vai chegar. O senhor vem para destruí o mal e favorecer o bem, por isso não devemos temer, mas dizer : vem Senhor e acaba com o mal, constrói o teu reino de paz e de justiça. A vigilância consiste em acolher os sinais de Deus. Quantos sinais ele nos revela através das pessoas, da natureza e pelos acontecimentos? Nesses três elementos, Deus se revela a nós. Somos vigilantes quando vemos e acolhemos os sinais que Deus apresenta a nós.

Obs: O primeiro dia do mês deste mês de dezembro é também o primeiro do novo ano litúrgico. A Igreja agora vivencia o Ano A do calendário litúrgico. Foi neste clima de novo tempo, que 256 jovens das comunidades pertencentes à paróquia São Vicente de Paulo, em Barbalha (CE), receberam o ardor do Espírito Santo, através do sacramento da crisma. O momento foi dividido em duas celebrações, presididas pelo bispo diocesano Dom Gilberto, e concelebradas pelo pároco, o padre Francisco Marques.

Após um período de um ano de formação, os jovens renovam as promessas feitas pelos seus país e padrinhos, no Batismo. Desta vez, eles mesmos professam sua fé ao pronunciarem verdadeiramente: “Eu creio!”. Renovados pelas chamas do Espírito Santo de Deus, são chamados a fazem parte da comunidade paroquial, e servirem como leigos e leigas, nos grupos, movimentos e pastorais paroquiais. Durante o momento do ofertório, no altar do Senhor, os jovens ofertaram o seu desejo de servir ao Senhor. Um questionário foi respondido por cada jovem sobre a sua disponibilidade se ajudar na comunidade paroquial, e em quais seguimentos estes jovens mais se identificam.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I