edilrural@gmail.com
https://blogdopadresena.wordpress.com

Como explicar que o governo brasileiro iluda a população, dizendo ser necessário cortar gastos com a saúde, educação e saúde? Diz o presidente que é uma necessidade cortar direitos dos trabalhadores, modificar a previdência social, para garantir a manutenção da economia do país. Diz o ministro da economia que é preciso pagar os juros da dívida pública que não para de crescer. Assim o governo mente sem escrúpulos, para prejudicar os trabalhadores, os pobres e os jovens.

Os maiores credores da dívida pública nacional são os Bancos e empresários. Ao mesmo tempo, Bancos Bradesco, Itaú e Santander tiveram lucros de mais de 25 milhões de reais no ano passado. Justamente esses bancos devem e não pagam 450 bilhões de reais à Previdência social. E não cobrados pelo governo. Impressiona como tudo isso acontece e nem os deputados, senadores, bem as centrais sindicais denunciam, nem pressionam. Por que tudo isso acontece no Brasil?

O sociólogo Jessé de Sousa, em seu livro A Elite do atraso, faz uma razoável explicação desses crimes acobertados no Brasil. Diz ele: “A elite do atraso, os donos do dinheiro e seu braço midiático fazem parte do mesmo esquema de depenar a população em benefício próprio. ‘É o que explica a constante necessidade de criar espantalhos para desviar a atenção do público do que lhe é roubado e explicar a miséria que seu saque provoca por outras causas. O espantalho perfeito é a corrupção de todos só pelos políticos, quando estes são apenas submissos de quem financia suas eleições, para que estes protejam seus privilégios no mercado”. Escreveu o sociólogo.

Uma das consequências dessa corrupção dos Bancos e empresários e os políticos espantalhos, é a crise cada dia mais grave dos trabalhadores, e pobres. Ao todo hoje são 13 milhões de trabalhadores desempregados. Desses, segundo o Instituto brasileiro de geografia e estatística, IBGE, 3,8 trabalham autônomos, para ganhar o alimento da família. Outros 1,7 milhões estão procurando emprego há dois anos e não conseguem.

O governo Bolsonaro serve fielmente aos donos do dinheiro e não tem menor respeito pelos trabalhadores e os pobres. A questão é, até quando a população esmagada vai sofrer calada.

Obs: O autor é membro da organização da Caravana 2016
Coordenador da Comissão Justiça e Paz da Diocese de Santarém (PA) e membro do Movimento Tapajós Vivo.
Autor dos livros: Amazônia: o que será amanhã? (Vol I e II) e Uma revolução que ainda não aconteceu.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I