edilrural@gmail.com
https://blogdopadresena.wordpress.com

Bom dia pe.  Guilhermo nosso coordenador do programa, que cada semana vai tendo mais ouvintes  inteligentes.  Hoje a análise está gravada porque estou neste momento na comunidade Santa Luzia do Eixo Forte, numa celebração da santa missa. Para os e as moradoras desta comunidade nosso abraço, como também um grande abraço para moradores da comunidade São Domingos do Tapajós. Ontem tivemos um produtivo encontro de nossa equipe do Movimento Tapajós Vivo com 48 moradores daquela comunidade. Estão interessados em implantar a energia solar para bombeamento de água comunitária. Querem se livrar da exploração imposta pela Rede Celpa. São Domingos, com microssistema para 78 famílias, paga 500 reais mês para bombeamento de água coletiva. Se a turma crescer no companheirismo pelo bem viver, terão energia grátis do irmão sol. Esta é uma boa notícia da semana.

No Evangelho proclamado em várias comunidades, alguém surge com uma pergunta interessante ao mestre Jesus – “serão muitos os que se salvam, Senhor?” Mais interessante a resposta de Jesus –  “Se vocês querem se salvar, entrem pela porta estreita, pois a porta larga leva à perdição eterna”. Eita ! Qual é aporta estreita?  Segundo Jesus, é praticar a justiça e a solidariedade, que nem sempre é fácil. Por exemplo, olhando como o presidente Bolsonaro está fazendo com a Amazônia, com os trabalhadores e estudantes, ele está na porta estreita ou larga?… E boa parte dos políticos nacionais e municipais, do jeito que estão abandonando as comunidades, estão por qual porta? Também pessoas das comunidades e cidade, que só pensam em si, não lutam com os outros pelo bem do bairro ou da comunidade, que porta estão entrando? E quem votou no atual presidente do Brasil, entrou por qual porta? Sei de vários que entraram pela porta larga da ilusão de que Bolsonaro seria a salvação da pátria, mas já perceberam o erro e recuaram antes de se perderem; outros porém, continuam andando pela porta larga e vão se dar mal, segundo a orientação do mestre Jesus.

Você já deve estar me perguntando sobre as desgraças do momento, os incêndios na Amazônia, não é? É verdade tudo o que as notícias estão dizendo? Quem está provocando tantos incêndios na Amazônia? Quem são os culpados?

Pois bem, a verdade é que a Amazônia está pegando fogo, No Acre, Rondônia, Mato Grosso, Amazonas, Pará, esses são os principais estados incendiados. Só no mês de julho passado, de acordo coma o Instituto Nacional de Pesquisa Espacial, IMPE, foram destruídos 1.287 quilômetros quadrados de floresta. Pode se imaginar quantos mais estão sendo destruídos pelo fogo nesses 25 dias de agosto.

A situação é tão grave que países europeus se reuniram ontem na França para decidir como impedir que o governo brasileiro continue facilitando a destruição das florestas do chamado pulmão do planeta. O mais grave da situação é que o presidente Bolsonaro não para de acusar as ONGs de provocarem incêndios para desmoralizá-lo. Mas não tem nenhuma prova, apenas faz acusações aúfa. Não tem mínima cerimonia de dizer coisas sem provar nada.  E ainda debocha dos outros.

Porém, a reação contra esse desprezo do governo federal para com os povos tradicionais e a biodiversidade da Amazônia, está acontecendo em várias cidades do Brasil e do estrangeiro. Um grupo de políticos e intelectuais da América Latina publicou um protesto concluindo que:  “Bolsonaro não está apenas colocando fogo na Amazônia, está queimando a soberania do Brasil, a soberania dos demais países da Bacia Amazônica e o futuro de toda a humanidade”.

Também a direção da Conferência dos bispos do Brasil e o Papa Francisco, manifestaram preocupação com essa destruição da Amazônia por parte do governo Bolsonaro   exigem providências concretas para salvar este pulmão do planeta que está doente. Está faltando nós aqui de Santarém e região darmos nosso grito de alarme e exigência para o governo salvar a Amazônia.

Obs: O autor é membro da organização da Caravana 2016
Coordenador da Comissão Justiça e Paz da Diocese de Santarém (PA) e membro do Movimento Tapajós Vivo.
Autor dos livros: Amazônia: o que será amanhã? (Vol I e II) e Uma revolução que ainda não aconteceu.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I