edilrural@gmail.com
https://blogdopadresena.wordpress.com

Pense no que disse um filósofo polonês, falecido há pouco. Disse ele: “ vivemos hoje numa sociedade líquida”. O que ele quis dizer? Sociedade líquida… Pode ser, que vivemos uma época em que as pessoas vivem sem rumo, sem esperança. Cada um vive sua vida como pode e não sabe o que fazer com o resto da sociedade, líquido, sem forma coletiva. Observe o que acontece hoje no Brasil e em nosso próprio município.

Governo federal e Congresso Nacional decidem prejudicar todos os trabalhadores, protegem apenas os militares e a si próprios, com a tal reforma da Previdência. Mesmo sabendo dos prejuízos, não se tem uma rebelião dos sindicatos, dos desempregados, das famílias. Quando muito, apenas murmuram e ainda há muitos que aplaudem seus torturadores..

Observando nossa Amazônia, está em processo de destruição provocada por grileiros, fazendeiros, mineradoras, hidroelétricas. Já destroem 5 mil quilômetros de floresta por ano; acrescente-se 234 novos venenos agrícolas liberados pelo governo, para aumentar a produção de soja e milho, aumentando também várias doenças entre elas, câncer de mama e de próstata. Mas os sofredores não reagem.

Observe nossa região metropolitana, que nome pomposo! Que significará a palavra metropolitana? Em Belterra, nossa antiga Bela terra, um vereador, dono de campos de soja, junto com o prefeito, médico de profissão, foram a Brasília solicitar do governo federal, que acabe com a APA Aramanaí e os projetos de assentamento. Para quê? Para entregar aos sojeiros e empresas de construção de portos nas belas praias de Porto Novo, Cajutuba e outras. Até agora os belterrenses não reagiram.

Em Santarém, o prefeito, apoiado pelos  vereadores, decide sem consultar os moradores da cidade, privatizar o serviço de distribuição de água. Para que consultar a população? Pensa ele, “afinal prefeito sou eu”. Os ditos representantes do povo, vereadores, aprovam tudo o que o prefeito deseja. Este, eleito para administrar a coisa pública entrega à empresa privada e vai dormir sossegado. E a sociedade civil não reage e até aprova, já que a Cosampa não presta bom serviço.

Sociedade líquida, entende? Apenas uma pequena parte dos movimentos sociais publica reclamando que um assunto tão importante para toda a população deve ser bem debatido antes de decidir. Foi um ato de repúdio e só. O prefeito e seus acólitos se consideram donos dos cargos e tratam a sociedade líquida como gado. Assim tem sido no Brasil, na Amazônia, em Belterra, em Santarém e onde mais?…

Tem razão o filósofo, vivemos um tempo de sociedade líquida. Seria até interessante, se as consequências não fossem tão desastrosas para o planeta, para as crianças de hoje, que sofrerão ainda mais daqui a poucos anos.

Comparando com o tempo da Bíblia, somos como o povo Hebreu no exílio da Babilônia. Lá eles choravam, mas esperavam um milagre de Javé. Porém profetas diziam que eles pagavam por desobedecerem as leis da vida. Hoje, a sociedade líquida, que elegeu o presidente que gosta de armas para matar, deputados e senadores que vendem a alma por dinheiro, prefeitos e vereadores que traem seus eleitores, essa sociedade líquida vai viver nessa nova Babilônia até quando? Vai esperar que Deus venha salvá-la? Mas Jesus já fez sua parte e ensinou o caminho da libertação. Por que abusar de Deus?

Obs: O autor é membro da organização da Caravana 2016
Coordenador da Comissão Justiça e Paz da Diocese de Santarém (PA) e membro do Movimento Tapajós Vivo.
Autor dos livros: Amazônia: o que será amanhã? (Vol I e II) e Uma revolução que ainda não aconteceu.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I