resomar 1 de julho de 2019

Ausência de ti na derradeira madrugada, melancólica saudade impregnada no olhar sedento de novos desejos, estranho sentimento a invadir o espaço desbotado…

Procuro em tuas palavras o silêncio de nossos (des)encantos, rascunhos de sonhos atropelados na incansável luta, fria e abandonada…

Na canção da partida o amor se recolhe em prece e interroga onde foi que nos perdemos. Afogo a penumbra de tuas mãos em meu corpo sedento de justiça. Trago no peito o desespero de SER, adormecido entre farpas prisioneiras, luz embaçada pelas lágrimas, regresso enigmático de um tempo disfarçado antes do fim, sinalizado em intervalos empoeirados…

Ausência de mim em tua áspera solidão…
30.03.2011 – 21:28h

[email protected]
Obs: Imagem enviada pela autora

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I