edilrural@gmail.com
https://blogdopadresena.wordpress.com

Hoje a Igreja Católica celebra a presença de Jesus no meio de nós, a festa de Corpus Crhisti na linguagem tradicional. Celebrar essa memória num momento tão duro no país dito mais católico da América só tem sentido se for renovação de compromisso, com o direito e justiça vivida e enunciada pelo Mestre Galileu. Mas, se no Brasil se vive um tsunami político social, com graves consequências para a maioria da população,  nem tudo é desgraça, há acontecimentos de esperança acontecendo.

Em Santarém Estado do Pará aqui em plena floresta amazônica, houve um esperançoso encontro de 140 militantes dos movimentos sociais. De sexta a segunda feita militantes das três bacias do grande rio Tapajós, se encontraram, partilharam suas lutas, desafios e esperanças. Durante o encontro chegaram a conclusões coletivas de enfrentamento dos projetos destruidores da nossa Casa Comum. O grande e ameaçado rio  é alimentado por três grande bacias regionais, Juruena, Teles Pires, Alto Tapajós em conjunto com médio e baixo Tapajós. 23 três barragens estão construídas umas, em construção outras e planejadas outras tantas. Todas  violentam direitos dos povos tradicionais e o ecossistema. Diante dessa realidade cruel, os movimentos populares estão buscando unir forças para defender seus direitos e evitar a destruição do rio e seus povos.

Ao final do encontro os militantes construíram três compromissos coletivos: # Instrumentos de luta coletivos; # escola de formação amazônica dos lutadores sociais; # e fortalecer um canal de comunicação entre as três regiões, estimulando o uso das mídias sociais existentes e animando as rádios comunitárias e a rádio web. Ficou combinado se realizar novo encontro menor com lideranças dos movimentos das três bacias para se avançar com a definição de como concretizar os compromissos assumidos. Afinal, é preciso estarem ativos e unidos antecedendo os projetos destruidores.

Também foi aprovada uma carta compromisso para manifestar à sociedade como e porque estamos unindo forças. Um parágrafo de carta afirma o seguinte:  “com todas as nossa forças buscamos impedir que os erros do passado se repitam, comprometendo assim, não somente o futuro de quem vive na Amazônia, mas de toda a humanidade. Os rios Juruena, Teles Pires e Tapajós não podem ter o mesmo destino de tantos outros rios brasileiros, que se encontram contaminados , assoreados, sem peixes, sem vida.” Todos os participantes saíram convictos de que juntos podemos sim impedir a destruição de nossa Casa Comum.

*Notícia Para Red Pan amazónica  20.06.2019

Obs: O autor é membro da organização da Caravana 2016
Coordenador da Comissão Justiça e Paz da Diocese de Santarém (PA) e membro do Movimento Tapajós Vivo.
Autor dos livros: Amazônia: o que será amanhã? (Vol I e II) e Uma revolução que ainda não aconteceu.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I