www.mariainezdoespiritosanto.com

Tudo começa com a sensação do Eu, que para o recém-nascido engloba o mundo, já que nos primeiros tempos da vida não temos consciência do exterior e vivemos, como se fosse interno, tudo  que percebemos.

Depois, através dos cuidados que vai recebendo, o bebê pode experenciar o ambiente externo, representado pela  mãe, e vive aí o estágio do Eu Sou.

Só mais tarde, quando, pelo aproximação e afastamento  seguidos da mãe, o nenêm percebe que ele e o mundo são  coisas distintas e como pela presença continuada desses cuidados maternos ele, o bêbe,  se mantém,  pode viver o Eu Estou Só.

É a vivência satisfatória do  Eu Sou e do Eu Estou Só que  possibilitam  a experiência do Estar Só na Presença do Outro, um estado que depende fundamentalmente da qualidade da relação mãe/bebê. É ela que garante o  asseguramento necessário para que se possa internalizar o ambiente como  favorecedor, promovendo o desenvolvimento de um Si-Mesmo ou  Self  capaz de suportar  as crises do contato com tudo que nos é estranho, experiência presente durante toda a Vida.

Em nossa época, talvez pelo excesso de massificação e tendência à padronização do ser humano, vemos crescerem os sintomas de ansiedades infundadas, sensações muito próximas ao temor da desintegração do Si-Mesmo.

Saber disso tudo só ressalta a importância da história individual e da coletiva.

É fundamental para todo ser humano reconhecer-se no passado evocado e poder projetar-se até um futuro desejado, para viver a presença de integração com o seu self mais profundo e verdadeiro –  fonte  da capacidade de criar.

*Comentário Geral – Minhas Falas no Programa da TVE

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I