Dênis Athanázio 15 de maio de 2019

http://obviousmag.org/denis_athanazio/
https://denisathanazio.wordpress.com

Ela não lê muitos livros
E confessa o pecado
De estar em falta
Com os coitados
Ela seduz
E sentimentaliza a razão
Ela sente com a cabeça
E raciocina com o coração

Ela desconfia das estatísticas
Mas ainda acredita
Nas histórias contadas
‎Através das palavras
Sopradas ao vento
De qualquer um
Que se apresente
Até mesmo aqueles
Que para ela mentem

Ela não teoriza a dor do amigo
Ela vai de frente
Torna-se o próprio ombro
Sem pensar no peso
Ela remove os escombros
Ancora seu cuidado
Até o barco amigo acreditar
Que já possui forças
Para do cais desatracar

As dores e cores do mundo
São seu universo
Ela tem muita energia
Ela erra por impulso
Diz e faz coisas
Em momentos inoportunos
Mas acerta muito também,
Por impulsionar algumas vidas
Quando desanimadas te procuram
Exigindo uma visita

Sobre os teóricos do conforto próprio
Ela tem preguiça desses críticos de sofá
Que não vai a luta
Que vaia a luta alheia
Que para eles
Ninguém na terra
Vale a pena o seu penar
Esses sabem ler textos
Mas não sabem ler pessoas,
Nem o mundo
São analfabetos dos afetos

Ela nunca morrerá de infarto,
Ela chora sem vergonha
Suas lágrimas rolam morro abaixo
Não tem dedo
Nem freio de mão
Que as impeçam de descer
Mas talvez venha a falecer
Se o encontro humano lhe faltar
Se gente não querer mais ser gente,
Se lhe ausentar o olhar.

Ela é assim
Evoluída como uma tulipa
Se abre e se fecha
Para a estrada,
Para a vida
E por onde anda,
Seu carisma encanta
E a memória teimosa
Dela se esquece de esquecer
Ela não planejou nada disso
Só desejava ser ela
Tudo o que mais queria
Era vir-a-ser

Obs: O autor é Psicólogo, palestrante, terapeuta de família casal.
Imagem enviada pelo autor.



busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposioDesenhos

Srie "Natureza"

Srie Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Srie "Detalhes"

Srie "MoradaImprovisada"

Srie Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Srie Flores

Srie Flores

Esporte na Colnia

Srie Natureza 01

Srie Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomerao...

Porto florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunio privada...

Espaos ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergncia II

Convergncia I