http://institutodomhelder.blogspot.com.br
domdapartilha@gmail.com

Meus queridos amigos

Quando Piu-Piu, com seus 11 anos, se envolveu no cobertor que acabara de ganhar, não precisava dizer que era a primeira vez que agasalho tão gostoso o abrigava… Encontrei-me com ele na manhã seguinte e ele foi gritando: “Sabe, sonhei a noite toda que estava enrolado numa nuvem!”

Já viram crianças pobres tomar, pela primeira vez, chocolate? Já experimentaram a alegria de garotos de uma área pobre ganhar bola de futebol, de verdade, camisas e chuteiras? Já levaram ão circo um bando de crianças?

O ideal, em todos estes casos, seria que os pais ganhassem o suficiente para sustentar a família e ainda sobrar algumas pratas para dar alegria a garotada…

Já viram garotos pendurados na traseira de ônibus? Claro que acho errado e perigosíssimo. Mas há pessoas que se irritam não porque estejam aflitos com o perigo sofrido pelos jovens pingentes: tem horror ao ver meninos maltrapilhos, pendurados no ônibus, enfeiando a cidade.

Não falta quem diga: Por que ao menos não andam de roupa limpa, de pés limpos? Por que não usam, ao menos, uns tamancos? Por que não entram no ônibus? Mesmo que não tivessem dinheiro para a passagem, não faltaria quem pagasse. Quantos equívocos!… Para andar limpo é preciso roupa para mudar, água para lavar a roupa suja, hábito de limpeza, casa onde morar…

Há quem se revolte encontrando menores em pleno vício: roubando, jogando, fumando, bebendo… Quando não se tem casa ou quando a casa é um mocambo infecto, a casa natural, normal, é a rua. Quem vive na rua, encontra, uma vez na vida, um ou outro companheiro bom. O mais é gente viciada que tem gosto em viciar os outros…

É triste a pelada para quem gazeia a escola, para quem foge do trabalho, para quem quer passar o dia inteiro jogando… Mas é uma delícia a pelada, para quem se inicia em uma equipe, obedece a um capitão do time, se obriga a ensaios, atende ao juiz…

Há quem reclame porque os papagaios, as pipas, se engancham nos fios elétricos e ficam enfeitando a cidade… Não será fácil de perceber que o voo é uma escapada para o alto, para o azul, para os largos espaços, acima, muito acima da “Vida Severina” vivida no chão dos homens?

Seria fácil continuar multiplicando exemplos. Importante é saber que os Piu-Piu estão por aí as centenas, quase aos milhares… Dependem em parte de nós, com pequenos gestos, ajudá-los a não caírem de vez na marginalidade, mas, ao contrário, começarem a difícil caminhada para chegarem um dia a serem homens de bem… Terça-feira, 30.7.1974

Obs: *Mais uma das crônicas escritas por Dom Helder Camara para o seu programa de rádio UM OLHAR SOBRE A CIDADE, exibido na rádio Olinda às 06h55 de 01 de abril de 1974 a 22 de abril e 1983. Está crônica está publicada no livro “Meus Queridos Amigos”, que reúne 200, das centenas de crônicas lidas por Dom Helder ao longo dos nove anos de duração do programa. 

 Imagem e texto enviados pelo IDHEC – Instituto Dom Helder Camara
. Ver AUTORIZAÇÃO do IDHEC no item OBRAS LITERÁRIAS.

 

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I