dirceuben@gmail.com
dirceubeninca.wordpress.com

Paira no ar um cheiro desagradável e uma névoa espessa. É poluição composta de CO2, mais conhecido como gás carbônico, que associado a outros gases, causa o efeito estufa. Os veículos movidos a combustíveis fósseis estão entre os principais responsáveis pela emissão desses poluentes. Acrescem as queimadas, as chaminés das fábricas, a decomposição de biomassas, etc.

Segundo o Greenpeace, a concentração de gás carbônico na atmosfera aumentou de 270 partes por milhão antes da revolução industrial, para cerca de 350 partes por milhão no início desta década. A cada ano são lançadas no ar em torno de seis bilhões de toneladas de CO2, fazendo os termômetros subirem. Assim, vamos chegando a picos de calor como o que se verificou no início de junho de 2007 nas planícies do Norte da Índia e do Paquistão. Temperaturas de até 52ºC mataram mais de 120 pessoas.

A poluição sonora também incomoda muita gente. Ela adentra pelos tímpanos em forma de música, locução, latido, miado, ronco, ruído, percussão ou outra expressão. Irrita pelo seu conteúdo, por seu volume ou pelos dois fatores conjugados. De dia ou de noite, na indústria, no clube, na rua, na praça e, vezes há, em que até na igreja e na escola ela se dá. Como tal, ataca os nervos, eleva a pressão, azeda a vida… Quem vive na cidade, principalmente em metrópoles, que o diga.

Em funcionando bem, todos os nossos sentidos estão sujeitos a captar emissões que podem nos fazer mal. Existem matérias poluentes que nos chegam pelos olhos. Cada vez mais somos vítimas da saturação imagética. As imagens que capturamos se aninham em nosso arquivo cerebral. Desde aí, influenciam e comandam nossos desejos, ações e comportamentos. Em tempos de mercado total, os olhos se constituem numa porta de entrada privilegiada a estimular o consumo.

Há idéias, planos, projetos e atitudes que constituem um outro tipo de poluição difusa, que poderíamos chamar de poluição ideológica. Vítimas dela, pessoas, grupos, poderes, corporações e até povos inteiros cedem à violência, ao individualismo, à discriminação, ao fundamentalismo, à corrupção, à luta cega pelo poder… No limite, o poder da corrupção acaba corrompendo a noção mais pura e original do próprio poder.

Simultaneamente, com diferentes nomes e intensidades, campeia livre a poluição ética e moral que corrói a base dos valores sociais e humanos. Estamos em crise de grandes utopias realizáveis, carentes de ver mais longe. Sociedade que não vislumbra horizontes, perde-se na fuma quais de algum modo se convertem em comportamentos. mais amplos, fica torpe de sentido. Há que lutar decididamente para afugentar a poluição que dificulta e impede a concretização de uma sociedade sustentável, mais justa, humana, democrática e saudável.

Poluição é uma palavra geradora de reflexões em face de suas causas e por causa de seus efeitos. Efeitos que exigem novas atitudes. Atitudes que não se restrinjam a boas maneiras domésticas, mas que partindo de casa, imprimam um novo comportamento ético e ecológico da humanidade… Temos de fortalecer uma ética sócio-ambiental capaz de salvaguardar toda forma de vida e a vida como um todo. Precisamos despoluir esse mundo, a começar pela mente, espírito e coração. Urge combater com ousadia todas as poluições nossas de cada dia! (07.04.08)

Obs: O autor é Doutor em Sociologia, pós-doutor em Educação e professor da Universidade Federal do Sul da Bahia

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I