Aldo CB 1 de julho de 2018

Devias ver e sentir a chuva leve. Teu cabelo de pouco vento, tua clara pele a desdenhar do sol. Devias caminhar a meu lado por entre árvores, molhar suavemente teu rosto com pequenas gotas de sonho e água. Teu vestido de muitas cores, teu sorriso a deslizar por esse avarandado. Devias encostar teu corpo no meu, entrelaçar nossas mãos cansadas do viver. Tua dor de algumas noites, teus brinquedos de muita infância a sorrirem em nossa memória. Devias não partir. Teu colo de tantas lágrimas, tuas perdas de me doer. Devias sentar a meu lado e te deixar em mim. Por um momento, toda nossa vida se refaz. Devias repousar dentro de mim e me soprar o pouco vento de teus cabelos. Devias ser a chuva em mim.

[email protected]

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I