[email protected]

POR QUE NÃO?

Sei que o que eu fiz foi tão insano
Achar que era possível algo mudar
Tolo e ingênuo fui vagando
Imaginando um futuro que nunca vai chegar

Olhando pro passado e buscando um consolo
Só assim vou me acalmar
Minto no que faço, riu olhando o espaço
Com medo de acordar

Sou o primeiro que vai esquecer
Tudo o que um dia quis encontrar
Fiz o que pude para entender
As explicações exatas pra você duvidar

Ilusões em um momento tão passageiro
Que loucura acreditar
Vou tomar pílulas de esquecimento
E nunca mais voltar a sonhar

Incrédulo fitei seus olhos vazios
Procurando os sentimentos que nunca vou achar
Isso me lembra um filme que se repete
Mesmo antes de você chegar

Mas agora que vejo tudo claramente
Como não chorar?
As lembranças ofuscadas em minha mente
Revivem ao te encontrar

http://bettosantos.blogspot.com

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I