sgameleira@gmail.com
domsebastiaoarmandogameleira.com

O  senso religioso espontaneamente se manifesta no ser humano sob a forma de admiração e sentimento de dependência. Daí, no limiar da experiência espiritual, ser frequente a prevalência da oração de petição. Com a melhor das intenções, na verdade, corremos o grave risco de degradar Deus a instrumento de nossos mesquinhos objetivos: saúde, segurança, livramento, poder, pedir por familiares e pessoas amigas, conquistas materiais, bem estar, etc.

À medida que amadurecemos na fé e passamos além do sentimento religioso, deve dar-se  progresso no processo espiritual. Mediante o testemunho central das Escrituras, e por convencimento da experiência interior, que é obra do que, na linguagem cristã, chamamos de Espírito Santo, passamos a perceber que Deus Se comunica a nós como relação de comunhão e nos assimila a Si. Ou seja, já não importa, ou importa muito menos, o que Deus “faça por nós”, que corresponda a nossos interesses. Ele vai deixando de ser instrumento em favor de nossas causas e vai-Se revelando, Ele mesmo, como objetivo, e nós é que nos pomos humildemente a Seu serviço para sermos instrumentos de Seus interesses junto às pessoas e no mundo. Passamos, assim, da petição à gratidão e à doação. Importa sobretudo Ele mesmo como nosso grande e definitivo amor.

A “vida interior” vai passando a ser experimentada como a realidade mais viva, embora ainda encoberta pelo real aparente das circunstâncias deste mundo. Aqui , uma certa razão para a corrente platônica quando alude à Verdade e às sombras… É por isso que se torna mais fácil e menos traumático estar disponível a dar a própria vida, quer seja pelo extremo gesto do martírio, quer pelo sacrifício generoso, alegre e constante do quotidiano. É quando alguém já “caminha como se visse o Invisível”, como se diz de Moisés na Carta aos Hebreus (cf. Hb 11, 27).

Obs: O Autor é Bispo Emérito da Diocese Anglicana do Recife
Igreja Episcopal Anglicana do Brasil – IEAB….

Imagem enviada pelo autor.



busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I