Aldo CB 1 de janeiro de 2018

Poderia a luz da manhã se despir nas flores de teu quintal.
Poderia a tua pele se vestir de manhãs por exercício de meus carinhos.
Poderia ser um tempo suspenso dos tempos a desenhar os dias cheios de luz e manhãs.
Poderia aquela luz das manhãs envelhecer em nossas peles durante o exercício de nossas mãos.
Poderia aquela manhã surpreender os nossos olhos com viços como se a vida pudesse se perpetuar em ser e brotar aconchegos.
Poderia aquela flor se despir em nós na plenitude de ser breve e flor e se cumprir em seu despetalar.
Deveria o viver ser apenas esse alvorecer em nossos colos, longe da violência dos tempos.
Deveria o nosso colo alvorecer.
Deveria meu corpo ser identidade do teu.
Poderia, deveria…
E tua alma repousaria luz na minha e a minha seria manhã em teu ventre.

aldocblog@gmail.com



busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I