dirceuben@gmail.com
dirceubeninca.wordpress.com

A Cúpula dos Povos, realizada no Rio de Janeiro entre os dias 15 e 23 de junho, constituiu-se em um espaço ímpar de discussão de ideias e de propostas, bem como de troca de experiências concretas de enfrentamento do modelo capitalista, destrutivo e excludente. Uma das atividades desenvolvidas na manhã desta quinta feira, 21, foi o debate sobre a crise do capitalismo e a construção de um modelo de desenvolvimento justo e sustentável. Na opinião de João Pedro Stédile, um dos fundadores e membro da coordenação nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), já existe suficiente conhecimento científico transformado em tecnologia capaz de resolver os principais problemas do povo.

Stédile defendeu a necessidade de lutar por uma soberania popular energética, com a utilização do potencial dos recursos naturais disponíveis em cada região do país. “Isso é viável e necessário. Ninguém é contra hidrelétricas. Somos contra que as hidrelétricas se tornem propriedade privada das multinacionais, sendo construídas com o nosso dinheiro”. Ele criticou a construção da hidrelétrica de Belo Monte, que irá beneficiar a bauxita a qual será exportada para o Canadá e para os Estados Unidos, enquanto o povo não receberá benefícios desse negócio. Defendeu a construção de pequenas hidrelétricas, que são menos agressivas, além de outras fontes de energia alternativa.

Abordando a situação do capitalismo, Stédile disse que quando surgem crises há possibilidades de mudança. “Porém, não podemos ser ingênuos. É possível que o capitalismo saia da crise através da concentração ainda maior da riqueza, usando inclusive a guerra, como está fazendo no Oriente Médio. Mas, é possível também que a crise abra uma janela para construirmos modelos de desenvolvimento democráticos e populares, que vão ajudar a solucionar os problemas reais da população”. Depois acrescentou: “Para fazer mudanças na sociedade, temos que fazer a luta de classes. Em todos os processos de mobilização social e de luta de classes, o contingente fundamental para a mudança é a juventude. Esse é o momento de trabalhar com formação política da juventude”.

Para Marcio Pochmann,  professor da Unicamp e presidente do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (IPEA), “o capitalismo é uma máquina de produzir riqueza, mas essa riqueza não é distribuída de acordo com aqueles que a produzem. A riqueza produzida é mais do que suficiente para atender a toda população. Portanto, chegou a hora de introduzirmos outro modelo de desenvolvimento que permita a todos participarem da riqueza gerada. Mas, isso depende da luta.” Falando sobre a economia verde, conceito apresentado na Rio+20, Pochmann afirmou que o tema não é uma proposta de transformação profunda dos problemas de produção e de consumo existentes. Trata-se apenas de uma nova forma do capitalismo se expressar. (Junho 2012)
Fonte: Revista Missões (Dirceu Benincá)

Obs: O autor é Doutor em Sociologia, pós-doutor em Educação e professor da Universidade Federal do Sul da Bahia



busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I