elza fraga 15 de setembro de 2017

[email protected]
tempoinverso.blogspot.com.br
contosincantos.blogspot.com.br
versoinverso.blogspot.com.br

Texto fazendo um ano, ainda dentro da validade, acho…

Admiração: Sentimento nobre que se cultiva por aqueles que nos parecem centrados, pacificadores e pacificados, com metas reais e dignas que tentam cumprir, esforçados e voltados para a correção de suas imperfeições, fáceis no trato, elegantes no falar, corteses.

Não há necessidade de reciprocidade na admiração.
Como não há necessidade de alardeá-la, ela pode viver dentro da gente, oculta aos olhos do admirado.
Só não pode ser propagada, falsa, quase bajulice, pois aí estaremos colocando um outro ser à prova, testando-lhe a vaidade e o orgulho, que podem estar apenas adormecidos, não corrigidos e mortos – e mostrando o quanto de sombra ainda nos domina.
Teremos então responsabilidade pela queda em questão, caso aconteça, e mais à frente recolheremos os frutos da má semeadura.

Mas duro mesmo é quando o alvo da nossa admiração desveste a capa, nos deixa entrever, pelas frestas do personal, o quanto era montado o seu cartão de visitas.
Uma das piores decepções, das tantas que vamos acumulando, é ver no chão as máscaras com que nos enganaram.

E aí começa novo aprendizado, o de entender que defeitos todos temos, e que não podemos julgar imperfeições alheias quando ainda moram tantas dentro da nossa alma. Olhar o parceiro, nosso irmão de jornada, percebendo tão somente suas qualidades, as valorizando, esquecendo a montagem que foi feita para capturar nosso amor, nossa admiração.
Entender afinal que cada um de nós quer a mesma coisa, amor e aceitação.
E pra isso, se preciso, talvez também nos pintássemos com as cores mais belas do Universo.

Quem pode afirmar que não cairia na prova da vaidade e na do orgulho se ainda não foi tentado?

Obs: Imagem enviada pela autora

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I