elza fraga 1 de setembro de 2017

elzafraga@yahoo.com.br
tempoinverso.blogspot.com.br
contosincantos.blogspot.com.br
versoinverso.blogspot.com.br

(Muitos nem irão ler pelo tamanho do texto, mas volto a falar de assunto desagradável, tinha jurado não mais, mas os “acontecimentos” estão me acabando, literalmente!)

Os últimos governos desmontaram, com diligência, competência e maldade, a saúde pública, a educação e a segurança.

Na saúde nem atendimento tem mais, só para os que ainda suam sangue para pagar planos de saúde que cada vez mais nos extorquem, aumentos abusivos, atendimento precário, acintosamente debocham do povo.

Na educação a coisa chegou tão longe que até erros em livros didáticos, com certeza plantados para des-ensinar mesmo, já foi detectado. Sem contar o incentivo a sexualidade precoce, um crime contra as crianças e adolescentes. Estão formando uma geração que não entende o que lê, não sabe escrever no seu próprio idioma e, de brinde, são doutrinados para uma nova maneira de governabilidade em que o estado faz papel de tutor, mandatário supremo, e a família perde sua função. Golpe de mestre – e malícia – este da desconstrução familiar.

Na segurança começaram comendo a sopa pelas beiradas, primeiro deixando nossa polícia sem verba, sem rancho, sem salário decente, sem eira nem beira. Quando a enfraqueceram bastante partiram para a desmoralização de todos os seus componentes e em todas as esferas. E agora militares morrem como moscas pra defender uma população que pede suas cabeças.

Peraí, ninguém mais enxerga que já está no limiar do sem retorno?

Nunca esqueçam que os senhores que estão lá, construindo a nossa desgraça, com a caneta, fazendo leis que beneficiam apenas aos próprios, só estão porque lhes demos o emprego bem remunerado (presumidamente demos, porque não confio nas urnas!) com nossos votos. E que somos a maioria achincalhada por uma minoria. Aliás minoria que está lá para nos representar, mas faz ouvidos moucos para nossas reais necessidades. Não escutam os nossos “devagar, isso não pode”.

Parem de se blindar e nos deixar presos em condomínios gradeados, porque não podemos ter armas, mas os foras da lei podem. Cortem seus seguranças, seus carros blindados, venham viver a vida real aqui nesta selva chamada república. Façam reformas nos salários de vocês, nas leis trabalhistas de vocês, e parem de cuspir na CF a cada vez que o cinto aperta ou a PF chega perto demais do submundo que criaram. Instituam concursos para cargos de senadores, deputados, vereadores.

E aos que sobrarem para escolha do povo, presidente, governadores e prefeito, exijam ficha limpa, escolaridade a altura do cargo, prova de conhecimento específico para só aí registrar candidatura.

Somos patrões, gente. Não somos subordinados nem marionetes deles.

Até quando vamos aguentar tanta covardia?
Quando iremos entender que somos em maior número?
Quando iremos nos unir sem partidos, sem denominaçoes, sem fanatismo, apenas com a consciência de que somos os lesados, os espoliados, e partir pra fazer o justo e correto, dar justa causa pra todos eles e recomeçar um país decente do zero?



busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I