Dasilva 15 de agosto de 2017

  1. Porque não existe força opositora que o ameace com proposta alternativa, simples assim. Ele nem liga porque tem apoio tácito da maioria dos empresários, congresso e judiciário por cumprir papel necessário na preparação do novo ciclo de exploração do País.
  2. Sem projeto para o País, o fora Dilma, fora Temer, fora Rodrigo… é ingenuidade, ilusão ou vontade de torcida, nas redes sociais, para o inimigo perder um pênalti. Ao sistema neoliberal pouco importa o gerente de plantão, desde que lhe garanta estabilidade.
  3. Os donos do capital apostam na atual equipe econômica como o poder nas sombras. O objetivo do golpe foi instaurar a política econômica subserviente ao capital financeiro. Tal fator vai se manter e se aprofundar, caso não haja reação da população.
  4. Na política, o erro do inimigo é um fator de sua derrota quando há um sujeito coletivo que pegue as rédeas do Estado para administrá-lo no interesse da classe que produz. Criar esse sujeito é tarefa de longo prazo, maior que lideranças e entrar na lógica eleitoral.
  5. Resumo: “Fora Fulano” se torna inútil quando: 1) achar que xingar o governo é ser a favor do povo; 2) confundir derrubar governo com reforçar a luta popular; 3) correr atrás de factoides e deixa passar a privatização, a perda de direitos… engole elefante e se entala com mosquito; 4) dizer “fora fulano” e colocar “sicrano” que é do mesmo time – muda a coleira, sem mudar o cachorro; 5) esperar um raio contra o inimigo e não ter proposta de saída; 6) esquecer que governo não decide, serve ao interesse da classe no poder; 7) a palavra de ordem não prepara uma força para mudar a ordem social injusta.

Obs: Imagem enviada pelo autor.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I