Lembro-me, vivamente, de uma conversa informal com um grupo de reitores. Por algum motivo a Universidade Estadual de Pernambuco foi citada e, para minha surpresa, um vaticínio unânime foi proferido: “Ela jamais conseguirá ser uma Universidade”! A raiz do “problema” estaria na gênese de sua constituição como Instituição de Ensino Superior, via estabelecimentos de qualidade e com histórias marcantes que, em determinado momento, se “juntaram” para criar a antiga FESP. E mesmo após terem-se tornado parte de uma nova universidade continuavam “olhando” apenas para seu umbigo, preocupadas com o “seu quadrado” e com agendas, objetivos e políticas próprias. Enfim, “feudos” avessos à verdadeira “unidade das diversidades” e à “sinergia dos saberes”. Pois bem, hoje posso afirmar que os caríssimos Magníficos estavam errados. A nossa UPE cresceu, tanto qualitativa quanto quantitativamente. Melhorou, de fato, em todos os aspectos, transformando-se num poderoso instrumento de desenvolvimento do Estado de Pernambuco. Com uma invejável capilaridade estrutural multicampi (onze) ela forma, apesar de todas as dificuldades, recursos humanos essenciais e de qualidade em todas as regiões do Estado, através de cursos presenciais ou à distância. São quase 15 mil alunos matriculados em 62 cursos de graduação (5 programas especiais) e cerca de 3 mil na modalidade lato sensu (especializações e residências). Embora tenha começado tardiamente sua caminhada na pós-graduação stricto sensu ela conta atualmente com 730 alunos em 22 programas de mestrado e doutorado. Sem falar do seu “afamado” complexo hospitalar (CISAM, HUOC e PROCAPE). Também no ensino médio a UPE tem sido destaque. No ENEM de 2015 suas 4 escolas de aplicação figuraram entre as 10 melhores públicas de Pernambuco. É fácil (e obrigatório) ser excelente em meio à abundância de recursos, a injustas e viciadas redes de poder, lobbies e privilégios. Mas como é maravilhoso ser “apenas” bom num contexto tão difícil quanto o nosso, dando “nó em pingo d’água” todos os dias e ainda conseguindo formar parte da massa crítica tão necessária para o nosso “salto quântico” como Estado e Nação. Não foi fácil chegar até aqui. Muitos colaboraram para o desenvolvimento da UPE e a comunidade acadêmica e a sociedade pernambucana reconhecem e agradecem. Por outro lado, alguns poucos tentaram destruí-la. Mas, como se pode ver, não conseguiram, pois de crise em crise, de luta em luta, entre divergências, intensos debates e disputas internas, a UPE ganhou alma, identidade e unidade. E hoje, mesmo ainda longe do ideal e, portanto, com gigantesco espaço para melhoras, a grande maioria da sociedade e dos componentes dos seus três segmentos (professores/as, alunos/as e servidores) têm dela orgulho e possuem clareza de sua importância estratégica. Entretanto, para continuar se aprimorando, ela precisa de apoio, sendo essencial, entre algumas coisas, que se amplie a Dedicação Exclusiva do seu corpo docente (pois é difícil, senão impossível, “servir a dois senhores”) através de regras que a façam atrativa. Torná-la “draconiana”, “assustadora”, “fardo” e “motivo de stress” é um equívoco que “não interessa” ao futuro de Pernambuco.

Publicado no Diário de Pernambuco em 08/12/2016, página 2

Obs: O autor, Prof. Dr. Aurélio Molina, Ph.D pela University of Leeds (Inglaterra) é membro das Academias Pernambucanas de Ciências e de Medicina, professor da UPE e membro das Academias Pernambucanas de Ciências e de Medicina

*Ex-Secretário Executivo de Desenvolvimento da Educação de PE, Ex-Superintendente do Programa Ganhe o Mundo e Ex-Conselheiro Estadual de Educação.



busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos
Flickr do (Entre)laços

A ultima gota

Série "Nuvens"

Sossego

Série "Visitando os presépios familiares"

Trem da alegria

Série "Natureza"

Série "Pelo caminho tem árvores

Série "Zoológico Bauru-SP

Espelho

Ponte sobre o Rio Iacanga-SP