Um Natal Diferente

A grande festa está perto, e o Senhor ainda não abriu os céus sobre Negras. Mas o povo não murmura contra Moisés. Os meninos acham que o Natal é dia de receber presentes, mas quem é experimentado na fé dispensa, sabendo que Jesus veio com as mãos vazias. O que ele fez foi padecer com a gente. Deitou-se no desconforto sem pedir nenhuma regalia. E Deus, seu Pai, não estava aí para poupar seu Filho. Nem na hora da sede mais furiosa não apareceu um alívio.

Assim não deu certo para o padre celebrar algum milagre antes de sua despedida no fim do ano. Mas para que milagre melhor do que este: “ESTE POVO AINDA ESPERA TUA VINDA?”, como foi cantado na missa da festa. Com brilho nos olhos disseram: “Quando Deus quer é num instante!” Realmente a festa não ficou em branco, mas foi um Natal diferente.

Quando o sertão estava morrendo de sede,
Eis que nasceu o Salvador
Perto do povoado de Negras
No rancho abandonado de Dona Ota.

E chegaram para adorar, fatigados,
Três reis magos, aliás, magros,
Com coroa de couro na cabeça.

frei adolfo um natal diferente1

O primeiro veio com carro de boi
E abriu um tambor cheio d´água.
“Eis aqui o resto que tem no açude”.
O rei se ajoelhou
E ofereceu a vara de tanger
Para o menino governar as nações
Com cetro de Pau Ferro.

frei adolfo um natal diferente 2

O segundo rei chegou com jumento
E desceu quatro latas.
“Eis o resto que tem na cacimba”.
Ajoelhou-se diante do menino
E ofertou sua montaria:
Talvez vão ter que fugir daqui.

frei adolfo um natal diferente3

O terceiro rei,
Idoso e envergado,
Chegou com galão nas costas:
“Eis o resto que tem na cisterna”.
Ajoelhou-se diante do Cordeiro
E ofertou o madeiro do galão
Para o menino treinar
pro caminho do Calvário.

frei adolfo um natal dferente4

Na véspera de Natal de 1983

Obs: O autor é  Frade Franciscano, nasceu na Alemanha em 1940.
Chegou ao Brasil como missionário em 1964. Depois de completar os estudos em Petrópolis atuou no Piaui e no Maranhão. Exerceu trabalhos pastorais nos anos 80 em meio a conflitos de terra. Desde 1995 vive em Teresina no RETIRO SÃO FRANCISCO onde orienta pessoas na busca da vida espiritual.
 Imagens enviadas pelo autor.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I