foto mauricio lima

[email protected]

Não existe coisa mais bela do que ouvir alguém dizer: “Eu te amo, eu te quero bem!”.

Quando alguém nos estima, não nos sentimos sós, caminhamos com segurança, conseguimos enfrentar também dificuldades e situações críticas. E quando o “querer-se bem” se torna recíproco, a esperança e a confiança se consolidam e nos sentimos protegidos.

A Palavra de Vida deste mês nos convida a sermos “bondosos e compassivos” uns para com os outros, ou seja, a nos querermos bem. E ela nos dá como modelo o próprio Deus.

É justamente o exemplo d’Ele que nos lembra que “querer-se bem” não é um mero sentimento; é um concretíssimo e exigente “querer o bem do outro”. Em Jesus, Deus se tornou próximo dos doentes e dos pobres, sentiu compaixão das multidões, usou de misericórdia para com os pecadores, perdoou àqueles que o tinham crucificado.

Também para nós, querer o bem do outro significa escutá-lo, demonstrar uma atenção sincera, compartilhar as alegrias e as provações, cuidar dele, acompanhá-lo na sua caminhada. O outro não é mais um estranho, mas um irmão, uma irmã que me pertence, a quem eu quero servir.

Portanto, não podemos ver o outro como um rival, um concorrente, um inimigo, pois todas as pessoas são nossos irmãos, a quem devemos amar, porque filhos do Pai.

Por essa razão, não podemos também acumular rancores, desconfianças, hostilidades ou simplesmente indiferença ou desinteresse para com pessoas que nos prejudicaram, ou que consideramos antipáticas, ou que não pertencem ao nosso círculo social.

É um grande desafio que temos pela frente para vivermos assim, mas não podemos achar que é impossível viver assim. Olhemos para Jesus: Ele está conosco, sempre, nunca estamos sozinhos. Ademais, “o que é impossível aos homens, é possível a Deus”. E Ele está ao nosso lado, nos ajudando a praticar o amor nessa dimensão.

Ele viveu assim, deixando-nos o exemplo de sua misericórdia, de sua ternura, do seu perdão imenso, para ser imitado por todos nós.

Lembremo-nos: o que fizermos ao menor dos nossos irmãos, estamos fazemos ao próprio Cristo.
Vamos nos esforçar para viver concretamente a Palavra de Vida que nos é proposta para este mês.
Unido nesse objetivo,
Maurício.

Obs: Texto baseado na Palavra de Vida, de julho/16.(focolare.org.br)

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I