foto jaime sidonio2

[email protected]

Para muitas pessoas é difícil entender o que é realmente o amor. Muitos confundem amor com bons sentimentos ou boas ações. Porém, o amor é muito mais do que isso. O amor nasce da consciência. Só saberemos o que de fato é o amor quando formos capazes de ver as pessoas como elas realmente são, e não como se parecem em nossa imaginação, desejo ou projeção. Quando formos capazes de adentrar em nossa humanidade e ver a nós mesmos na nossa verdade, ou seja, tal qual somos e com a convicção de que assim somos amados por Deus.

No entanto, ver pode ser um ato doloroso e que nos causa temor. É próprio do ser humano ter medo do confronto com a verdade. Por isso, muitas vezes, preferimos ficar na periferia, nos arredores, sem olhar lucidamente para o centro de nós mesmos. Mas é preciso olhar-se no espelho, enfrentar a situação concreta, isto é, como ela se apresenta hoje. Ser realistas. Muitas pessoas não tem coragem de se olhar no espelho, colocar-se diante da própria verdade, fazer uma leitura ou releitura da história pessoal para reencontrar motivações que sustentem sua opção e que deem novo sentido à vida. Lembremos que é do ato de ver, de contemplar e comprometer-se que nasce o amor.

Quando fazemos isso, desbloqueamos o coração e ele se torna sensível e cheio de compreensão. Em consequência disso, nossa visão torna-se clara e penetrante, e então conseguimos saber o que é o amor. E quanto mais formos capazes de amar, mais sentiremos gosto pela vida, mais teremos vontade de viver e fazer com que os outros vivam.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I