Eu propus no início deste projeto de desvelar o essencial dos sacramentos como um artista tirando camadas de tinta de uma estátua velha para descobrir, enfim, a beleza original duma madeira de lei. Por cada sacramento tracei o seu desenvolvimento pela história tocando brevemente em mudanças e transformações significativas. Achei importante que o leitor não pensasse que o que vê hoje, sempre existiu; o que aprendeu numa maneira simplificada para as crianças, descreveu a profundidade deles. Uma religião superficial, demasiadamente simplificada, pode ser comum entre aqueles que não estudaram a sua religião desde os seus oito ou dez anos, quando se preparou para sua primeira comunhão.

Por falta de estudos mais profundos, há uma atitude perfunctória em relação aos sacramentos. Pela história sabemos que o essencial de cada sacramento existia de alguma forma na antigüidade dos Hebreus. Todos foram celebrações comunitárias prescritas no Velho Testamento pelas tradições da tribo de Levi – a dos sacerdotes. A entrada de uma criança na comunidade se realizava pela circuncisão e/ou rito de purificação no Templo. O segundo passo foi pelo bar ou bat mitzvah e a integração completa na comunidade por matrimônio. O perdão de pecados foi feito por uma oração contrita do povo ou de um profeta; também pelo sacrifício de um cabrito ou cordeiro. O sacerdócio passou por herança aos homens da tribo de Levi ou pelos descendentes de Aaron. Pessoas receberam curas pela oração de um profeta e pela oferta de culpa – como um cabrito. A eucaristia saiu da ceia pascal depois de muitos séculos.

No novo Testamento podemos ver como Jesus foi destinado a ser um educador. Com doze anos ele discutia a religião com os entendidos (Lc 2:42). Na sua vida pública, ele ensinava aos apóstolos e ao povo as verdades do seu reino por parábolas, uma linguagem simples que os não educados podiam compreender. Ele tentou esclarecer as verdades do reino aos poderosos e aos educados também – aos sacerdotes, escribas, fariseus, e até aos Romanos. Talvez o mais difícil fosse revelar a Santíssima Trindade e as três pessoas para o mundo com uma linguagem facilmente compreensível. Até os apóstolos tiveram dificuldades em entender isso (Mc 4:10). O ponto final da sua mensagem foi dado por Jesus para o mundo pela sua morte e para os seus discípulos pela a sua ressurreição.

Enfim, ainda que Jesus falasse de matrimônio, batismo, de seu reino, e da vinda do Espírito, Ele realmente não fundou nada – nem sacramentos, nem igrejas – quando andava pela terra. Contudo, ele deixou uma riqueza de ensinamentos que levou os discípulos a se juntarem em comunidades de fé depois de pentecostes – a chegada do Espírito. Aos poucos eles descobriram o poder do Espírito Santo agindo nas suas ações litúrgicas e nas atividades oficiais coletivas. Assim os discípulos fundaram o que conhecemos como cristianismo, agora entendido como a Igreja (Atos 11:26). Eles descobriram aos poucos a profundidade dessas verdades que Jesus revelou. Pelos séculos mais tarde, as atividades oficiais foram denominadas sacramentos. Cada um deles teve a sua história e o seu desenvolvimento continua até hoje.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I