Therezinha Paiva 8 de março de 2010

DIA INTERNACIONAL DA MULHER
08 de março

Em todos os cantos e recantos será comemorado o “Dia da Mulher”.
Por quê?
As mulheres tem um papel importante na sociedade tanto quanto os homens. Ambos merecem respeito, admiração, reconhecimento, elogios, estímulos, oportunidades, crescimento e, às vezes, “puxões de orelha”.
Muitas mulheres são especiais: mães, esposas, companheiras, donas de casa, profissionais, ombro amigo, ouvidos complacentes, sorriso nos lábios, lágrimas na face, carinho no olhar, brilho nos olhos, esperança, fé, braços estendidos sempre e sempre. Não importa idade, religião, escolaridade, estado civil, local onde vivem, onde foram criadas, por quem foram educadas. Cada uma é especial em seu jeito de ser e de ver o mundo que a cerca e por onde caminhará e escreverá sua história.
Vivemos um momento de liberação da mulher. Hoje as encontramos no exercício de, praticamente, todas as profissões. O que ontem era inimaginável, hoje já se tornou realidade em muitos e muitos países, inclusive no Brasil.
Observando o dia-a-dia, as vemos como jornalistas, apresentadoras, diplomatas, médicas, cozinheiras, professoras, dentistas, pesquisadoras, modelos, operárias, cantoras … Isso somado às atividades “do lar”; jornada dupla de trabalho.
Nas Universidades, salas cheias de mulheres de todas as idades e condições sociais. Da mesma forma no ensino técnico. Uma realidade que cresce mais e mais.
E aí, deparamos com a “Lei Maria da Penha”.
Uma necessidade para milhares de mulheres brasileiras e uma imoralidade por ser necessária. Mulheres pisadas, espancadas, humilhadas. Estamos no século XXI e esse horror é uma realidade em nosso país. Se isso não bastasse houve a necessidade de ser reservado nos trens do metrô um vagão só para as mulheres. Enlouqueceram os homens que lhes deram causa?
Precisamos mostrar para nossas crianças, nossos jovens, adultos, idosos, a maravilha que é o amor. Não é dizendo a palavra simplesmente, não, não é assim. É amando, é dando amor, carinho, atenção, é dizendo sim e dizendo não com a devida explicação, é o ser feliz e o fazer feliz, é construir. Havendo amor, a violência não tem espaço, o relacionamento se faz naturalmente e a harmonia ficará estabelecida. Isso não quer dizer que não haverá contestação, que não existirão pensamentos diferentes. Não, não é assim. Cada pessoa é um ser único e, portanto, sente, pensa, age segundo seus valores.
No entanto, necessário se faz que as mulheres estudem, estudem e estudem. Não importa o momento. Se hoje não puder ir à escola, irá tão logo seja possível. A informação chega de inúmeras formas e a oportunidade deve ser aproveitada; é o estar atenta e desejar crescer. Saibam que quanto mais aprendemos, mais desejamos saber, mais e mais poderemos alargar nossos conhecimentos. Bom para todos, mas, principalmente, para cada um de nós que busca o saber e deseja ir além.
Na 4ª. feira desta semana, Ana Maria, faxineira, lamentava não poder estudar; completou o 1º. grau e não pode prosseguir. Seu filho é hoje sua prioridade. Disse estar com 50 anos e lamentar o fato.
Disse-lhe:
_ Cada pessoa tem sua caminhada na vida. O que fiz foi o melhor para mim; poderá não ser para você.
Veja:
_ Concluí o curso aos 40 anos de idade; Especialista, aos 60; Mestre, aos 62 e Doutora , aos 66 anos. Também eu parei para que minhas filhas estudassem; mas a vontade de prosseguir permaneceu em meu coração.
Foi lindo ver o crescimento cultural de minhas filhas. Recomecei quando foi possível. Sabe quem foi minha colega de turma no Doutorado? Minha filha mais nova.
Ela olhou fixamente para mim, bem dentro de meus olhos e coisa alguma disse. Seguiu trabalhando.
Horas depois, ao se despedir falou:
_ Obrigada! A senhora me deu o estímulo que eu precisava; jamais ouvi palavras tão bonitas. Saio daqui com o coração cheio de alegria sabendo que minha vida não acabou, que poderei mudar o rumo de minha caminhada. Não posso hoje, mas amanhã… Verei meus filhos se formando e depois quem sabe, eles verão a mãe se formando, também. Obrigada!!!!!
Cheguei pensativa e saio pulando de alegria.
Que muitas outras mulheres possam realizar seus sonhos. Ana Maria, com certeza, será uma vitoriosa.

(07.03.2010)

Obs: Imagem enviada pela autora.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I