Carlota Augusta 22 de setembro de 2009

([email protected])

Me pergunto a todo instante por que é tão inconstante
essa vida que vivemos ?
Quero ter muitas respostas porém, até faço uma aposta
que resposta ninguém vai ter.
Explicar a fome, a miséria,
as guerras chamadas “santas”
quando guerra e santa, são termos que não se combinam.
Explicar que o homem, ser consciente, usa sua inteligência
na intenção de matar e não de salvar gente.
Explicar que uma criança, que é símbolo da esperança,
num segundo perde a vida tombada por uma bala perdida.
Explicar que os que detém o poder, olham de cima, soberanos,
e como verdadeiros tiranos, só querem saber de si e seus ganhos.
Quem pode me dar respostas ?
O que posso eu fazer para alguma coisa à minha volta mudar?
Acho que a resposta é essa: fazer o bem sem pressa,
num mundo que só anda correndo.
É ter fé no Criador e exercitar o amor dia a dia
Para tentar ser parecida com o que Ele pensou p’rá mim.
É olhar à minha volta, sem deixar que a revolta domine;
é fazer coisas que parecem pequenas diante do nosso olhar terreno,
mas, fazer, de fato, alguma coisa,
Se eu tiver um pão, dividí-lo com quem não tem;
se vestes eu tiver de sobra, cobrir meu irmão também.
Se a morte acontecer, não por ser natural da vida,
rezar muito pelas almas feridas pela perda brusca e pela dor.
Enfim, tudo isto está escrito, tudo isso já foi dito,
Há mais de dois mil anos, pelo próprio Cristo.
Então a resposta, com certeza´,
é dar a mão a Ele, que é sempre accessível,
Fazer a minha parte e continuar acreditando,
que apesar de tudo, a paz ainda é possível.

21.07.09

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I