www.dannieoliveira.blogspot.com
[email protected]

O caso da menina Isabela Nardoni, assassinada na semana passada em São Paulo, evidência um triste lado da imprensa: o do sensacionalismo.

Nós últimos dias, choveu na internet os mais diversos textos. De tanta coisa que foi divulgada, já é possível até fazer um perfil dos principais personagens dessa história (pai, madrasta, mãe).

O que questiono não é o centro do mistério – “quem matou Isabela?” -, mas sim o papel de uma imprensa que tenta se fazer de mocinha, quando muitas vezes é a vilã da história.

Discutir ética no jornalismo é algo tão antigo, improvável e sem resposta quanto discutir futebol e religião.

É uma discussão que vem não sei de onde, e vai para lugar nenhum, mas que vira e mexe volta à tona cada vez que surge uma ‘Isabela da vida’.

O que percebi mesmo, nos mais puritanos meios de comunicação, é que a desgraça alheia é um ótimo produto de venda. Não tem essa de dizer que ‘Não, nós não fazemos isso. Nós mostramos a realidade’ ou “que a população que ver esse tipo de notícia”.

Não cola.

A imprensa vive procurando um novo João Hélio. Lembra do caso do garotinho que foi arrastado até a morte por bandidos?

Faça um comparativo com o de Isabela. Quanto menor à vítima, maior a repercussão na mídia.

O pior são as especulações. Os acusados antes do tempo. Os acusados que não são punidos. A culpa da Justiça. A fala do delegado. Os habeas-corpus.

E depois o que muda?

Vamos ter que esperar aparecer um novo João Hélio, uma nova Isabela Nardoni, para questionar as ‘boas atitudes da imprensa’?

Será que a cada drama, a cada assassinato brutal será preciso desenterrar o caso da Escola Base, para recordar as conseqüências precipitadas de julgamentos de pessoas sem prova?

Mudam-se os anos, mudam-se os personagens e a imprensa não aprende nada.

Até quando?

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I