Djanira Silva 10 de julho de 2008

(djaniras@globo.com)

Amanheci sentido o cheiro do sol, das folhas, das flores, das sementes, do vento correndo na sua doidice mansa, contando histórias, recriando a vida.
Serpentinas de poeira se levantaram do chão em nuvens de cheiros maduros.
Para onde te levou a ventania? Quem trouxe até aqui esta saudade? Sempre sei se ela vem, nunca se vai embora. Ela traz de volta o meu tempo e o cheiro dos meus sonhos.
A tarde parada ameaça escurecer como alguém que se despede da vida.
Como saber que caminho seguiste? E por que sozinho? Não foi para sempre, até que enfim ela nos separou.
Tua imagem descolorida se evapora dentro de mim. Sofrer é perseguir lembranças, procurar imagens onde só existem sombras.
Saudade tem cheiro, tem cor, tem som. Saudade tem dor.

Obs: Imagem enviada pela autora.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I