Djanira Silva 13 de março de 2008

(djaniras@globo.com)

Acordei pensando que ainda era muito cedo, talvez uma seis ou seis e meia. Puxei as cobertas, fiz corpo de preguiça, me aconcheguei nos travesseiros. Antes de voltar a dormir arrisquei olhar para o relógio, oito e meia e eu estava com uma preguiça de seis horas.
Precisava levantar cedo, praticar alguma atividade. Recomendações médicas. Parecia que em vez de ter dormido na cama a cama tinha dormido em cima de mim. Doía o corpo todo.
No banheiro olhei para o espelho e recebi um recado que me assustou: estava me tornando uma velhinha. O espelho fez a comunicação quase chorando.
O tempo escrevera uma história certa nas linhas tortas do rosto, dos olhos, do pescoço, no corpo inteiro.
Lembrei das palavras da minha mãe numa manhã de primavera – está ficando uma mocinha. Um dia, também de primavera, olhou-me admirada e disse: você está um moçona. Hoje, numa manhã de outono o espelho me disse tudo quanto já fui: já fui criança, já fui adolescente, já fui mulher madura. O que sou agora nunca fui, sou.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I